Com o mundo nas costas
17 setembro 2017 |
Compartilhe:

Na mitologia grega, Atlas é um gigante condenado por Zeus, senhor supremo dos deuses e dos homens, a carregar o mundo nas costas.

Atlas também é o nome da primeira vértebra da coluna cervical, a que sustenta todo o peso da cabeça. Não poderia haver imagem melhor para descrever o estresse contemporâneo. De acordo com Alex Botsaris, no Brasil, o Complexo de Atlas atinge nada menos que 40 milhões de pessoas, prejudicando o desempenho profissional de pelo menos 15 milhões delas. Essa massa estressada sofre para dar conta de todas as suas responsabilidades, sem deixar o mundo desmoronar.

Os desafios podem ser modernos, mas a reação é das mais primitivas.

Quem sofre do Complexo de Atlas transfere todas as preocupações e inseguranças para a musculatura do pescoço, exatamente como faziam nossos ancestrais para se proteger de adversários, que cravavam suas mandíbulas nas goelas desprevenidas. Hoje, não precisamos desse reforço, já que os ataques dificilmente têm o pescoço como alvo. Mesmo assim, continuamos a tensionar essa região sempre que nos sentimos ameaçados.

Essa reação de estresse continuada desgasta a coluna cervical e lombar (na altura dos quadris), provocando dores crônicas e doenças como artrose.

Como se não bastasse, o aumento da tensão cervical se estende a musculaturas vizinhas, sobrecarregando articulações, ligamentos e tendões.

A maior consequência é o trincamento dos dentes, conhecido como bruxismo, que vem se tornando cada vez mais frequente.

Nos últimos 30 anos, simplesmente dobrou o número de casos, como mostra Botsaris. E tem mais: sabe aquela dor de cabeça que insiste em roubar seu sossego? Também pode ser consequência do Complexo de Atlas.

A tensão na coluna cervical e na mastigação pode se estender pela musculatura craniana, provocando dores intensas. Como se vê, carregar o mundo nas costas pode ter um preço alto. E muitas vezes não leva a nada. Quando Atlas morreu, o mundo continuou exatamente no mesmo lugar, sem nenhum suporte.

 

Tatiane Delbrücke – Fisioterapeuta 41204-F

Especialista em RPG (Reeducação Postura Global), Microfisioterapia e Pilates

Pós Graduada em Acupuntura

 

Consultório de Fisioterapia de Tatiane Delbrücke

Rua Três de Ourubro, nº 534

Fone: 54-99189-6112