Saúde
Adolescência e ciclo menstrual
30 maio 2018 | Saúde
Compartilhe:

Com o passar da idade, as meninas vão deixando de ser meninas e iniciando a transformação para corpo de mulher. O período de transição em que ocorrem as maiores modificações é durante a adolescência. Começando pelo desenvolvimento das mamas, e o desenvolvimento de pelos nas axilas e na região do púbis, que podem se iniciar a partir dos 8 anos de idade. Quando o aparecimento for mais precoce, é preciso procurar um médico. Por outro lado, se o desenvolvimento das mamas e pelos não ocorrer até os 13 anos de idade, também é preciso fazer uma avaliação.

Após essa fase, ocorrerá a primeira menstruação. Geralmente acontece cerca de dois anos após o início do desenvolvimento das mamas. Assim, menstruar a partir dos 10 anos de idade e até os 15 anos é normal. Meninas que tem a menstruam antes dos 10 anos ou que não menstruaram até os 15 anos devem ser procurar o médico. Nos primeiros dois anos após a primeira menstruação é muito comum que o intervalo entre as menstruações seja irregular e que, em alguns meses, não ocorra menstruação. Embora este problema vá diminuindo, em 20% das adolescentes ainda há irregularidade mesmo após o sexto ano do início das menstruações.

Embora às vezes o sangramento possa ser aumentado, em especial quando ficar meses sem menstruar, se isto ocorre na maioria das menstruações é importante uma avaliação, para evitar anemia, além de investigar doenças da coagulação. Muitas vezes podendo ser prescritos hormônios para regular a menstruação ou até medicamentos antiinflamatórios. Para saber se sua menstruação está dentro da normalidade, procure seu médico e informe detalhadamente seu calendário menstrual, incluindo a duração e a severidade do sangramento, assim como a história de outros problemas hematológicos, como sangramento na gengiva ou nariz aparentemente sem motivo.

Durante a menstruação pode ocorrer a cólica menstrual, chamada dismenorreia. Geralmente, a dismenorreia primária aparece pouco tempo depois que a mulher começa a menstruar, ainda na adolescência, enquanto a dismenorreia secundária tem causas que precisam ser investigadas.

Tem muita importância a consulta com o médico ginecologista nesta fase, principalmente para orientar sobre as mudanças no corpo, sobre os sintomas, sobre anticoncepção, sobre a vacinação. Procure um(a) médico (a) que te oriente, fale de suas dúvidas.

 

Dra. Grazieli Sassi

  • Professora titular da Universidade de Passo Fundo
  • Título de especialista em Ginecologia e Obstetrícia – TEGO
  • Pós graduação em Ultrassom ginecológico e obstétrico – EURP
  • Pós graduação em Videohisteroscopia – FELUMA

Atendimento na Rua Flores da Cunha, 900, sala 05 – Ibirubá

Contato fones 3324-3704 ou 98424-3704