Esporte
América/GF/Signor contrata o técnico Morruga
20 janeiro 2018 | Esporte
Compartilhe:

Eduardo Valdez Basso, o Morruga

Tapera – Depois de comandar o Concórdia na Liga Nacional e de atuar como auxiliar técnico da Seleção Brasileira em 2017, Eduardo Valdez Basso foi anunciado esta semana o novo técnico do América/GF/Signor. O elenco também começa a ser definido. A pré-temporada inicia em março: este ano, a equipe disputa a Copa Alto Jacuí (defendendo o tricampeonato), a Liga Gaúcha e a Liga Sul.

O América buscava um treinador de primeira linha, “que teria à disposição uma estrutura também de primeira e que soubesse encaixar sua filosofia de trabalho a um grupo de jogadores renovado, talentoso, porém jovem”. Foi o que trouxe Giba na última temporada, mas ele acabou indo para o Atlântico de Erechim. Seu sucessor na fase final da Liga Gaúcha, Banana, vai para a Ucrânia.

Conhecido como Morruga, o novo técnico do América integra a FIFA e a Conmebol como instrutor técnico. De Porto Alegre, foi jogador do Inter, Enxuta, Sumov, Interview e ACBF, além de defender a Seleção Brasileira por quase uma década. É considerado um ídolo do futsal brasileiro, com uma grande lista de títulos e reconhecimento internacional.

Com propostas de Concórdia e Jaraguá, o disciplinador e participativo treinador aceitou o desafio de retornar ao estado natal e treinar a quarta força do futsal gaúcho, ficando apenas atrás das equipes que disputam a Liga Nacional.

“A negociação não foi simples, arrastou-se por mais de duas semanas e afligiu o torcedor, mas a diretoria sabia que a espera seria recompensada. Desta forma, Morruga ficará também mais próximo de sua residência, na capital Gaúcha”, informou o clube.

“Dentre as várias opções analisadas no mercado, ninguém poderia ser melhor do que Morruga, ex-craque, profundo conhecedor do futsal e com 20 anos de experiência como técnico”

Ao passo que a maioria dos times já estão formatados, o América ainda analisa algumas possibilidades de contratações com o novo técnico. A ideia segue a mesma: investimentos comedidos e atletas jovens, com potencial, mesclados a outros experientes e de qualidade.

Carreira

O América fez um bom levantamento sobre a atuação de Morruga. “Sua carreira como treinador iniciou no próprio Internacional. Após aposentar-se como atleta, ele assumiu o clube no ano seguinte e de cara conquistou a Série Ouro, em 2000. Depois foi ao Paraná treinar o Foz do Iguaçu, sagrou-se campeão paranaense e chegou ao 3º lugar na Liga Nacional. Em 2004 treinou a Lazio, da Itália, e em 2005 retornou ao Palmeiras, onde foi campeão Goiano. Morruga ainda passou pela Espanha, ASTF e fez um grande trabalho na ASSOEVA de 2009 a 2013, sendo um dos grandes responsáveis pelo crescimento do clube, que passou a disputar também a Liga Nacional com o professor. Nos últimos dois anos treinou o Concórdia na Liga Nacional e foi vice-campeão catarinense e campeão dos jogos abertos. Neste período foi auxiliar da Seleção Brasileira e instrutor técnico da FIFA desde 2008 até hoje, participando de todas as Copas do Mundo. Morruga ainda paz parte do corpo técnico da Conmebol, a Confederação Sulamericana que comanda o futebol e o futsal, por quem o professor ministra palestras e cursos pelo mundo a outros técnicos e pessoas relacionadas ao futsal. Anteriormente, foi comentarista da Rede Globo nos jogos da Seleção, contribuindo com seu conhecimento e respeito no futsal mundial”.