Saúde
Caso de dengue em Selbach exige atenção dos municípios vizinhos
5 novembro 2019 | Saúde
Compartilhe:

Selbach termina o mês de outubro com tensão, após uma suspeita de dengue ser confirmada no município. O período de primavera é uma transição, quando as temperaturas ficam mais amenas, e sendo assim é quando se exige a maior atenção para o controle do mosquito Aedes Aegypti, influenciado pelos fatores climáticos e do próprio ciclo da espécie, que contribui para a proliferação da doença.

Com a confirmação, a SMS pediu a colaboração de todos para que evitem o acúmulo de objetos que possam reter água, visando uma possível epidemia no verão que se aproxima.

Porém, o anúncio não se restringe àquele município e deve ser estendido para os vizinhos, principalmente os que enfrentaram durante o último verão altos índices de infestação do mosquito, através do levantamento LIRAa – Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti para Vigilância Entomológica do Aedes Aegypti no Brasil.

“A Secretaria de Saúde, juntamente com a Prefeitura, realizou diversas ações durante o ano de prevenção, vistoria e monitoramento de áreas suspeitas, mas para manter a cidade livre da dengue, e também da Zika, Chikungunya e Febre Amarela. O apoio de todos é essencial, por isso é  preciso ficar atento. O caso confirmado em Selbach exige atenção aqui também, ‘é só pular a ponte’. Os quintais devem ser limpos todas as semanas para evitar acúmulo de lixo que possa juntar água, entre outros cuidados para que o mosquito não se reproduza”, destaca a secretária de Saúde de Ibirubá, Dileta Pavão das Chagas.

Ibirubá iniciou 2019 com um alto índice de infestação apontado pelo LIRAa, 11,7 em fevereiro, mais que o dobro do último ano, onde o pico foi de 5% quando que a condição satisfatória de infestação é menor de 1%.

Diante disto, a Secretaria Municipal de Saúde, através do Departamento de Combate às Endemias, realizou um conjunto de ações continuadas para combater a proliferação do mosquito transmissor.

Além daconscientização e orientação à população pelos Agentes de Combate às Endemias (ACEs), a Administração promoveu a limpeza da cidade em parceria com a comunidade, disponibilizando contêineres nos bairros e das campanhas de recolhimento de pneus. Nesse mês o índice do LIRAa, caiu de 6, em maio, para 0,2 em outubro.

Sobre o número, Dileta se mostrou contente para a Reportagem do Jornal VR. “Este resultado é considerado de Baixo Risco, e é gratificante alcançarmos ele, e mais ainda por que temos a certeza que nossa população está segura, pelo menos por enquanto. Digo isso, pois não é por que temos um baixo índice que temos que parar de realizar o trabalho de prevenção”.

“A estação verão está chegando e queremos continuar com o índice próximo do ideal para o bem de todos nós, limpar o pátio e a casa, dar destino correto ao lixo e usar repelente, são ações simples contribuem para mantermos o índice baixo”, finalizou a secretária de Saúde.

Cuidados

A Vigilância Sanitária alerta para que a população tome os devidos cuidados para o controle do mosquito para evitar um possível surto de dengue:

 

  • Evitar circular sem repelente pela manhã e tardinha;
  • Limpar o pátio;
  • Destinar corretamente embalagens e vasilhames que possam acumular água;
  • Fechar caixas d’água;
  • Limpar calhas sujas;
  • Utilizar repelente de mosquito.