Policial
Caso Pe Eduardo: Julgamento de Jairo Kolling será mês que vem
25 março 2019 | Policial
Compartilhe:

Respondendo pela Comarca de Tapera, o juiz Márcio Sérgio Sfredo Monteiro marcou o julgamento de Jairo Paulinho Kolling, que matou a tiros o Padre Eduardo Pegoraro em 2015, na casa paroquial, centro da cidade. Será na manhã do próximo dia 24 de abril, na Câmara de Tapera.

O júri já foi marcado e cancelado duas vezes. Kolling é acusado de homicídio consumado, duplamente qualificado (motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima) e por homicídio tentado, triplamente qualificado (motivo fútil, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e por ter sido cometido contra mulher em razão do sexo feminino). A sentença de pronúncia (decisão que define o julgamento do réu pelo júri) foi emitida em 15/12/2015.

O fato ocorreu na manhã de 22 de maio de 2015. Jairo foi à casa paroquial da Paróquia Nossa Senhora Rosário da Pompéia, em Tapera, e atingiu o religioso com dois disparos de revólver no peito, que acabou morrendo no local. Patrícia Kolling, esposa de Jairo, foi atingida nas costas, mas sobreviveu aos ferimentos.