Agricultura
Celso Krug analisa safra de soja e semeadura das culturas de inverno
22 maio 2020 | Agricultura
Compartilhe:

Entrevista

O Jornal Visão Regional entrevistou nessa semana o Presidente da Cotribá, Celso Krug. Celso fez uma análise da safra de soja, do atual cenário econômico e de como deve se comportar o preço nos próximos dias. Ele também projetou a safra de inverno.

Celso, apesar das chuvas de baixos volumes ocorridos na nossa região, à predominância do tempo seco no RS permitiu que as atividades de colheita chegassem ao fim. Com esse cenário, como foi a média da produção por hectare no estado? E na nossa região?

Celso – Nós estamos vivendo um momento diferente e complicado. Em primeiro lugar pela seca que nós tivemos no Estado e logicamente depois tivemos o problema do covid-19. Mas a frustração de safra foi muito grande, dá para dizer que a média do estado ficou abaixo de 30 sacas por hectare. O Vale do Rio Pardo por exemplo, ficou ao redor de 15 sacas por hectare. Logicamente que o produtor está sofrendo com isso. E nós participamos de todas as discussões em relação ao que fazer com o produtor a nível governamental, com as entidades vinculadas ao agronegócio para encontrar uma solução. E é claro que como cooperativa também estamos trabalhando para encontrar uma solução, são mais de 8 mil associados espalhados pelo Rio Grande e o papel da cooperativa é justamente auxiliar os seus associados em momentos de crise como essa. Ainda vamos enfrentar muitas vezes secas e sempre vamos ajudar o produtor. Temos conseguido fazer com que o produtor continue na atividade que é um dos objetivos principais da Cooperativa.

Com essa quebra, junto com o cenário político e o preço do dólar o soja chegou em patamares nunca vistos. Para o produtor é o momento de vender? O preço deve se manter? E para o ano que vem o que esperar?

Estamos vendo o preço de soja a mais de R$ 100 reais. Estamos com lotes à venda futura de R$ 100 reais. É um preço muito bom e convidativo. Nunca tivemos esse preço e agora é sim a oportunidade de o produtor fixar para o futuro alguma coisa e fixar também o custo da lavoura que é importante. Logicamente a gente não força o produtor, mas orientamos que com esse preço o produtor fixe alguma coisa. Não orientamos a fazer tudo, mas enquanto o dólar ficar nesse patamar o preço deve continuar muito bom.

Agora falando sobre as culturas de inverno, como que está o andamento da semeadura na nossa região?

Os produtores aproveitaram essa semana para semear, principalmente trigo e canola. A Cotribá acredita que este vai ser o ano onde a cooperativa vai ter a maior venda de sementes de trigo para o produtor. Isso significa um aumento de área, que imaginamos algo próximo a 20%.  O produtor está animado com as perspectivas para o clima e também com o preço, que também chegou a patamares nunca vistos antes, com negociações futuras a R$ 50,00. A Cotribá tem uma equipe de 40 agrônomos trabalhando intensamente e auxiliando o produtor para que o plantio de trigo se realize corretamente e que essa cultura possa se desenvolver e produzir bem. E aqui também eu já digo que é fundamental que o produtor não deixe a lavoura vazia. Não tem como fazer um plantio direto e não há como viabilizar esse sistema se ele não semeia nada no inverno na propriedade.

Quais as culturas que a Cotribá trabalha?

Nós trabalhamos muito forte com o trigo, é uma cultura característica da cooperativa e da região. Temos um programa de incentivo a cevada que vai para a ração e agora também a canola, que vai dobrar esse ano. A Cotribá estima que esse ano tenha ao redor de 4 mil hectares de cevada e canola. E quanto à canola, o preço também é convidativo e é uma alternativa para quem optar por não semear trigo. Para ressaltar, esse ano também nós vamos começar a receber também aveia branca, que é mais um complemento para o produtor poder optar por uma cultura de inverno. E também logicamente trabalhamos com a pastagem para o gado leiteiro.

 

A entrevista completa você pode encontrar na página do facebook do Jornal Visão Regional:

Entrevista com o Presidente da Cotribá

Acompanhe a entrevista realizada com o Presidente da Cotribá, Celso Krug.

Publicado por Jornal Visão Regional em Quarta-feira, 20 de maio de 2020