Agricultura
Coopeagri inaugura novos empreendimentos em Ibirubá
3 junho 2019 | Agricultura
Compartilhe:

A Coopeagri inaugurou nesta quarta-feira (29/05), em Ibirubá, a sua primeira Unidade de Beneficiamento de Ovos, única da região do Alto Jacuí a funcionar com registro de inspeção, e a Central de Distribuição de Alimentos. Os atos se deram Alimentos junto à Unidade de Grãos, no Km 47 da ERS 223.

Sentaram à mesa de autoridades o prefeito Abel Grave, do presidente da Câmara Dácio Moraes, representante do Departamento de Assuntos Municipais da Casa Civil do RS, Clair Kuhn, gerente da Emater/RS-Ascar da região de Ijuí, Carlos Turra, e representante da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Neri Pias. O anfitrião era o presidente da Coopeagri, Lecian Conrad.

Grão Colônia

A Coopeagri lançou, também, a sua nova marca “Grão Colônia”, oferecendo aos consumidores alimentos mais frescos e saudáveis, além de auxiliar na produção desses produtos, sendo uma intermediária entre os produtores e o mercado. A marca comercializará, além dos ovos, outros produtos produzidos pelos associados e provenientes da Agricultura Familiar.

Ibirubá vem se mostrando um mercado consumidor crescente de produtos com origem colonial, por isso, a Coopeagri decidiu encontrar uma forma de levar seus produtos à mesa do consumidor, valorizando seus associados e construindo a imagem da nova marca.

Produção colonial e Central de Distribuição

Inicialmente, sete famílias de agricultores mantêm 4.500 aves alojadas nas propriedades, em condições de produzir 4 mil ovos coloniais por dia. Contudo, outras 40 famílias já manifestaram interesse em fornecer ovos à cooperativa. Um veículo da cooperativa busca a produção na propriedade dos associados. “Tivemos o apoio da Emater desde o início, nas primeiras discussões sobre o modelo de produção a ser adotado”, disse Conrad.

No sistema de produção, recomendado pela Emater/RS-Ascar aos agricultores, as aves têm liberdade para passear em uma área externa ao aviário. “Optamos por um modelo de produção num sistema que possui aviário e área externa, muito próximos a um ambiente natural. Isto para que fosse agregado mais renda ao produtor e um produto de qualidade superior ao consumidor final”, destacou o presidente.

Alimentos mais saudáveis

A Central de Distribuição de Alimentos tem a função operacional de serviços de logística, recebendo os gêneros alimentícios dos associados e os encaminhando para os locais de consumo, diretos ou indiretos. “Um de nossos mercados é o fornecimento para a merenda escolar. E os instrumentos recebidos da Administração Municipal, o caminhão e a empilhadeira, vão nos dar o suporte necessário para o atendimento das nossas demandas. Porém, a partir de hoje, este espaço é de toda sociedade regional, pois o empreendimento também atenderá a rede de cooperativas familiares da região, numa intercooperação do ponto de vista da comercialização. E assim, vamos avançando no alcance de novos mercados para os produtos produzidos pelas cooperativas familiares”, mencionou Conrad.

Crescimento

A Coopeagri foi criada em dezembro de 2000 por 45 pequenos produtores de leite. Na época, as dificuldades de acesso ao crédito, seguro agrícola, preço baixo do leite para os pequenos produtores, acesso a mercados alternativos e habitação rural foram os principais fatores que levaram esse grupo de camponeses a buscar coletivamente alternativas e políticas públicas adequadas que pudessem contribuir na melhora da qualidade de vida.

Desde então, a cooperativa vem crescendo consideravelmente ano a ano. Em 2018, o balanço geral da cooperativa ultrapassou os R$ 70 milhões, 6,5% maior que no exercício anterior.

Em uma entrevista concedida em março ao VR, o presidente Lecian Conrad destacou o crescimento do sistema cooperativo da Coopeagri “Em outros anos, tínhamos cerca de 50 a 60 matrículas novas, ano passado tivemos 160, um crescimento muito significativo para a história da cooperativa”.

Estes dados reforçam que a Coopeagri deixou de ser uma pequena cooperativa. Mesmo assim, não perdeu a sua verdadeira essência, a valorização do pequeno e do médio produtor, assim como da Agricultura Familiar.

Parceria

Durante a solenidade de inauguração, o prefeito ibirubense Abel Grave entregou nas mãos do presidente da Coopeagri Lecian Conrad, as chaves de um caminhão e uma empilhadeira hidráulica para fins de atendimento e suporte à Agricultura Familiar do município.

“Como Administração Municipal, estamos muito felizes por este empreendimento ter sido realizado no município de Ibirubá. E aproveitamos a singularidade deste momento para confirmar a concessão de uso à cooperativa de um caminhão baú com carroceria térmica e uma empilhadeira hidráulica para ajudar e dar o suporte necessário a este empreendimento, que muito nos alegra e nos orgulha, pois alude à importância da agricultura familiar para o nosso município”, disse.