Esporte Tapera
Jovem goleiro é destaque por assumir a titularidade
5 novembro 2019 | Esporte Tapera
Compartilhe:

No América há alguns anos, o jovem Bruno Xavier, 22 anos, assumiu a titularidade como goleiro do clube taperense na Liga Gaúcha. Bruno é natural de Carazinho, começou a jogar logo aos seis anos de idade, porém, na linha.

Sua trajetória no gol iniciou quando assistia a um jogo pela televisão e disse ao seu pai que queria ser goleiro, o qual a princípio foi contra, mas logo chegou com todo material que era necessário: calça, joelheira, cotoveleira, luva. Desde então, não saiu mais de baixo das traves.

Jogou nas categorias de base do Pinheiro de Carazinho, quando em 2014, com 16 anos, chegou ao América de Tapera. Quem o trouxe foi um ídolo da torcida: o Nuno. Veio para ser terceiro goleiro na equipe adulta e para jogar na categoria sub-20 que havia naquele ano.

“Sempre brinco que ele (Nuno) é como se fosse um pai pra mim. Me trouxe e me deu todo apoio. Em Carazinho tinha vários goleiros até mais velhos que eu, mas ele me bancou mesmo sendo novo. Eu pensei que era só pra treinar uns dias e voltar pra casa. Mas o treinador na época, o Ronaldão, pediu que eu fosse mais seguido.”

De certa forma contratado, e por ainda frequentar a escola, Bruno teve que se mudar a Tapera para continuar jogando. Começou a morar com os outros jogadores e frequentar o Instituto Imaculada.

Este ano surgiu uma grande oportunidade. Ainda antes de começar a Copa dos Pampas, o titular goleiro Ban sofreu uma lesão no joelho.

“Caixa”, como Bruno também é conhecido, poderia mostrar seu trabalho. “Foi uma pressão boa, porque eu me sentia preparado para a titularidade. Há um tempo aqui, indo bem quando era preciso, estava preparado. Sempre falo que substituir o Ban é uma responsabilidade, ídolo da torcida e um ótimo goleiro.”

“Caixa” vem fazendo bons jogos, e recentemente, fechou com uma agência de jogadores. Foi um salto na carreira, segundo ele. Perguntado sobre a má fase da equipe na Liga Gaúcha e o que espera para seu futuro, disse que pretende continuar trabalhando.