Lombadas eletrônicas serão reativadas até fevereiro nas rodovias estaduais
9 janeiro 2018 |
Compartilhe:

Segundo o Daer, desde outubro do ano passado, cerca de 70% do serviço está inoperante no Estado após empresa desistir de renovar contrato de prestação de serviço

Após meses sem operar, a maior parte das lombadas eletrônicas das rodovias estaduais deve ser reativada até a primeira quinzena de fevereiro, segundo o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer). O órgão assinou, nesta segunda-feira (8), contrato com Kopp Tecnologia, de Vera Cruz, que será responsável pela reativação do serviço. O acordo tem duração de um ano, e pode ser prorrogado por mais quatro.

— Entre o dia 25 de janeiro e o dia 15 de fevereiro, nós estaremos com todo o programa de monitoramento implantado no Estado — disse o diretor-geral do Daer, Rogério Uberti.

Desde julho do ano passado, o Estado já registrava lombadas inativas em diversas rodovias, como o trecho entre São Leopoldo e Montenegro da RS-240. Segundo Uberti, cerca de 70% do serviço está inoperante no RS desde outubro, pois a empresa responsável pelo montante decidiu não renovar o contrato com o governo após ser multada constantemente em razão do não cumprimento de termos do acordo. Até o momento, o Daer não divulgou quantas rodovias estão sem o monitoramento desde a paralisação do serviço.

— A empresa não conseguiu atender aos requisitos mínimos do contrato e acabou não renovando o acordo. Em razão do nosso planejamento, como a gente já teve esse problema antes de 2015, quando o Estado ficou quatro anos sem lombadas, nós já estávamos preparando um novo processo licitatório.

As lombadas vão monitorar estradas das regiões Metropolitana, Carbonífera, Central, da Serra, do Planalto, do Litoral Norte e dos vales do Sinos, do Rio Pardo e do Taquari, segundo o Daer.

Uberti destacou que o contrato assinado nesta segunda não contempla apenas a reativação do serviço parado, mas também prevê a instalação de novos equipamentos de fiscalização.

— Esse contrato não é apenas de reposição do serviço do contrato anterior. Ele é de reposição e complementação. O contrato prevê em torno de 25% a 30% de novas lombadas — explicou.

A Kopp venceu quatro pregões eletrônicos, realizados em dezembro — cada um é referente a um lote de lombadas de determinadas regiões. Os contratos somam R$ 3,85 milhões e serão custeados pelo Tesouro do Estado.

O acordo prevê que a empresa também será responsável pela captação e transmissão das imagens dos veículos flagrados por excesso de velocidade. Segundo o Daer, esse material será recebido pela Central de Controle e Processamento do departamento.

 

Anderson Aires/GZH

Foto: Daer