Warning: getimagesize(http://jornalvr.com.br/wp-content/uploads/2020/05/1IBcarros-abandono.jpg): could not make seekable - http://jornalvr.com.br/wp-content/uploads/2020/05/1IBcarros-abandono.jpg in /home/jornalvr/www/wp-content/themes/cosmos/header.php on line 44
Ibirubá Trânsito
Mais de 30 proprietários de carros abandonados serão notificados
15 maio 2020 | Ibirubá Trânsito
Compartilhe:

No ano de 2016 o Jornal VR já havia noticiado sobre o recolhimento de carros em situação de abandono. As fotos são do arquivo.

Ibirubá tem 36 veículos abandonados em ruas da cidade. O dado surpreendente foi trazido pelo Secretário de Obras em reunião na manhã de terça-feira,12, no Gabinete do Prefeito Abel Grave, com a presença da Polícia Civil e Brigada Militar. Entretanto, esse número não aumentou recentemente e alguns, inclusive, estão sendo corroídos pelo tempo. É por isso que desde 2019 o município possui uma Lei que regulamenta a situação dos carros em situação de abandono.

Com a lei, que deixa claro que os proprietários – veículos automotores, máquinas ou equipamentos agrícolas, reboques e semirreboques, inclusive de fabricação caseira, com ou sem emplacamento, estacionados em estado de abandono nas vias e logradouros públicos do Município de Ibirubá. – ao serem notificados, tem até 30 dias para retirar o veículo da via pública. Não sendo atendido, o veículo será recolhido e destinado a local determinado pelo Detran. O veículo infrator somente será liberado após o pagamento das despesas de transporte ao local destinado e de outras taxas exigidas e regulamentadas por Lei. O proprietário terá 90 dias para reavê-lo. Se não retirado, o veículo poderá ser alienado em leilão público.

A lei ainda dispõe de que não será cobrada nenhuma multa pela situação de abandono do veículo, aplicando-se apenas os valores de transporte, e os determinados pelo Sistema Nacional de Trânsito. Entretanto, desde a data de vigor da lei de 2016 e da nova versão em 2019, a mesma não vinha sendo cumprida nem pelos proprietários e nem por parte da fiscalização que não recolhia os veículos.

Mas agora, diante de uma pandemia e do crescente número de casos de dengue, o prefeito municipal, junto dos promotores da segurança pública, Brigada Militar e Polícia Civil, determinaram uma intensa fiscalização no sentido de identificar os carros abandonados em vias públicas e seus donos. Os carros podem ser criadouros de mosquitos e acabam também obstruindo ruas e estacionamentos da cidade.