Saúde
“Margarina? Dê para seu pior inimigo”, diz nutricionista
29 agosto 2017 | Saúde
Compartilhe:

A margarina não é uma boa opção para uma alimentação saudável

Quando escuto aquela expressão:

“Família de comercial de margarina.”

Eu penso comigo: “De manteiga, por favor. De manteiga.”

A margarina não é uma boa opção para uma alimentação saudável. A nutricionista Rita Lamas é a favor de alimentação sem muitas restrições, mas a margarina…

– A margarina… Você dá para seu pior inimigo!

A nutricionista explica: A margarina é uma gordura vegetal hidrogenada. Passa por um processo de hidrogenação, que muda a molécula para trans.

Essa gordura trans artificial é criada pela indústria. Aumenta o colesterol ruim e diminui o colesterol bom.

– A gordura trans aumenta em 50% a chance de infarto. – enfatiza a nutri

É feita por um processo bem diferente da gordura saturada, que é uma gordura animal e que está na manteiga e no requeijão. A gordura saturada não modifica o perfil lipídico, que atinge a questão do colesterol.

E as “margarinas amigas do coração”?

– Pois bem, elas passam por um processo um pouco diferente da hidrogenação. Gera menos, mas ainda assim cria gordura trans!

Estudos

Há vários estudos sobre a margarina. Um bem recente foi publicado no British Medical Journal. Mostrou que substituir a manteiga por margarina pode duplicar o risco de morte por doenças no coração. O estudo foi realizado nos Estados Unidos com quase 500 homens de 30 a 59 anos e que sofreram ataque cardíaco. Metade cortou a manteiga. A outra metade cortou a margarina.

Outro estudo, também dos Estados Unidos, tentou tirar a imagem de décadas que que a manteiga é vilã. A pesquisa foi feita em 15 países desde 2005, consultando 640 mil adultos. Nos resultados, só 10 mil apresentaram motivações cardiovasculares e outros 24 mil, diabetes.

Mas não abuse da manteiga também

A manteiga é um produto derivado do leite. Tem gorduras saturadas e também colesterol. Já para margarina, moléculas de hidrogênio são incorporadas às moléculas de gordura de modo artificial.

Enfim, o Ministério da Saúde sugere consumir, no máximo, 1 porção por dia de óleos vegetais, azeite ou manteiga. No caso da manteiga, é meia colher de sopa. Para óleos e azeites, é uma colher de sopa inteira.

Ghee

Essa manteiga tem sido bastante usada pelo pessoal da alimentação saudável. É uma manteiga clarificada e sem resíduos lácteos e toxinas da manteiga comum.

Tem uma receita que a Bela Gil fez no programa. É assim: Colocar 250 gramas de manteiga sem sal em uma panela e levar ao fogo médio, mais para alto. A manteiga derrete até começar a ferver. Forma uma espuma, que baixa depois. Quando formar a segunda espuma, aguardar alguns minutos e retirar do fogo. Os cristais no fundo da panela são a lactose, explica Bela Gil. Após esfriar, coar e colocar em um vidro. Deixar no freezer até endurecer. Retirar e está pronta.

Giane Guerra/Zero Hora

Foto: Ricardo Duarte /Agencia RBS