Coronavírus
Municípios da região adotam uso obrigatório de máscara
30 abril 2020 | Coronavírus
Compartilhe:

O uso de máscaras de proteção para quem precisa ir à rua é uma das medidas adotadas para evitar o aumento no número de casos da Covid-19. Nesta semana municípios da região, como Quinze de novembro e Ibirubá, anunciaram decretos para recomendação do uso de máscaras de proteção. Em todo estado são ao menos 50 municípios que também adotaram a medida.  Entre as cidades, a obrigatoriedade vai desde a utilização da proteção apenas no comércio e no transporte público até a sua colocação para qualquer deslocamento pelas ruas.

Embora prefeituras tenham evitado penas que soem antipáticas à população, algumas impuseram sanções duras. Em Garibaldi, por exemplo, o decreto prevê desde advertência até prisão em flagrante aos reincidentes. O município, contudo, assegura que as ações terão, inicialmente, caráter pedagógico.

Em Quinze de Novembro, fica determinada a obrigatoriedade do uso de máscara facial de proteção respiratória, descartável ou reutilizável em todo o território do município, para o acesso e atendimento em todos os estabelecimentos comerciais e de serviços com funcionamento autorizado, bem como nos órgãos públicos e no transporte público. A fiscalização fica sob responsabilidade de cada estabelecimento comercial e/ou de serviços, que devem exigir e fiscalizar a utilização das máscaras pelos clientes e ou fornecedores.

Da mesma forma, Abel Grave Prefeito de Ibirubá disse que a Prefeitura levou em consideração a as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para diminuir as chances de contágio. No decreto também consta que a medida vale para todo território municipal e que a fiscalização deve ser realizada por todos.

Ponderações à obrigatoriedade

O uso massivo em todo o Rio Grande do Sul também está fora dos planos de Eduardo Leite. Para o governador, ainda não há itens disponíveis suficientes e em valores acessíveis para condicionar o deslocamento dos gaúchos à utilização da máscara.