Saúde
Para combater o câncer: nutrição, dormir bem, exercícios e ser feliz
14 outubro 2017 | Saúde
Compartilhe:

Neste outubro, de diversas cores, o foco ainda é o rosa, mas tem azul, dourado, amarelo e vermelho. Cada um dando um alerta para a saúde.

A Liga Feminina de Combate ao Câncer de Tapera, através das integrantes Sheila Boff e Elizabeth Kellermann Dias de Castro, lembra que para a instituição a luta é diária e que o Outubro Rosa é um alerta. Cada vez mais é indispensável ficar atento a qualquer sinal e praticar cuidados que podem evitar a doença.

O trabalho da Liga não remete somente ao câncer de mama, é voltado para todos os tipos de câncer, em homens, mulheres e crianças. Os números mostram, por exemplo, que a incidência de câncer de pele vêm crescendo. No Rio Grande do Sul, são 7.770 casos em homens e 5.660 em mulheres.

“Vivemos em uma era de intoxicações no ambiente, nos alimentos, ar, água, temos que cuidar da alimentação, de nós”, disse Elizabeth, que lembrou os quatro pilares para combater o câncer e outras doenças: nutrição, dormir bem, exercícios físicos e ser feliz.

Em 2016 foram verificados cerca de 596 mil casos de câncer no Brasil, em seus diversos gêneros. Entre os homens, são 175.760 casos novos por ano. O de pele é o mais comum, seguido do câncer de próstata, pulmão, cólon e reto, estômago, cavidade oral, esôfago, bexiga, laringe e leucemia.

Entre as mulheres, a maior incidência é dos cânceres de mama, cólon e reto, útero, pulmão, estômago, ovário, glândulas tireoide e linfoma não-Hodgkin. O de pele também tem bastante ocorrência entre elas.

Segundo dados da ONU, se não for feito alguma coisa para prevenir, até 2030 haverá 26 milhões de casos novos e 17 milhões de mortes por ano. Por isso, a Declaração Mundial Contra o Câncer é um instrumento para chamar a atenção de líderes governamentais, gestores de saúde e formadores de opiniões, para reduzir até 2020 a catástrofe da doença, que ameaça as futuras gerações.