Saúde
Pílula do dia seguinte: quando usar e mecanismo de ação
19 dezembro 2017 | Saúde
Compartilhe:

Dra. Grazieli Sassi

A pílula do dia seguinte é considerada contraceptivo de emergência e deve ser usada o quanto antes após uma relação sexual desprotegida, naquelas mulheres que não fazem uso de outro método contraceptivo. A eficácia do medicamento diminui progressivamente à medida que o tempo passa, sendo que após 72 horas da relação sexual, seu efeito deixa de ser satisfatório.

Nesse contraceptivo de emergência, o tipo de hormônio é a progesterona, que, em doses altas, pode inibir a ovulação. Como sua dose hormonal é elevada, a pílula do dia seguinte não deve ser considerada substituto da pílula anticoncepcional convencional. Por ser uma dosagem hormonal elevada, há alguns efeitos colaterais que podem se manifestar, tais como inchaço, dor pélvica e sangramento fora do período menstrual. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o comprimido não provoca aborto, pois seu efeito no organismo da mulher ocorre antes mesmo da ocorrência da gravidez. Ou seja, se a fecundação ainda não aconteceu, o medicamento age dificultando o encontro do espermatozoide com o óvulo. Contudo, se a fecundação já ocorreu, seu uso não causará danos ao embrião.

É importante salientar ainda que depois de usar a pílula do dia seguinte, o ideal é aguardar a menstruação para voltar ao tradicional método anticoncepcional. Lembre-se de que o uso contínuo da pílula do dia seguinte não é uma prática recomendada. Mulheres que fazem o uso adequado de outros métodos anticoncepcionais não têm a necessidade de usar a pílula do dia seguinte após alguma relação sexual desprotegida. Para se evitar uma gravidez, deve-se recorrer a outros métodos tradicionais. O ginecologista é o profissional indicado para auxiliar a mulher nesta escolha.

Dra. Grazieli Sassi

Professora titular da Universidade de Passo Fundo

Título de especialista em Ginecologia e Obstetrícia –TEGO

Pós graduação em Ultrassom ginecológico e obstétrico – EURP

Pós graduação em Videohisteroscopia – FELUMA

Atendimento na Rua Flores da Cunha, 900, sala 5 – Ibirubá

Telefone para contato: 3324-3704