Projeto Charão realiza o monitoramento de inverno das aves da Floresta Nacional
13 julho 2018 |
Compartilhe:

Uma equipe do Projeto Charão, desenvolvido pelo Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Passo Fundo (ICB/UPF) e pela Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA), encontra-se em atividades concentradas na Floresta Nacional de Passo Fundo (Flona), no município de Mato Castelhano, para o acompanhamento de inverno das aves. O trabalho de pesquisa, que é realizado há 19 anos na maior área natural protegida do Planalto Médio do Rio Grande do Sul, tem como foco o monitoramento das aves em diferentes ambientes florestais da unidade de conservação.

A equipe de biólogos e estagiários do projeto efetua a marcação das aves através da técnica do anilhamento, onde cada ave recebe uma anilha numerada, uma espécie de carteira de identidade, individualizando-a de sua população. Através de futuras recapturas, é possível obter informações sobre o tempo de vida das espécies, seus deslocamentos e migrações, seus hábitos territoriais, época de reprodução, período de mudas das penas, entre outras. A pesquisa conta com autorização do Centro Nacional para a Conservação das Aves Silvestres (Cemave)/ICMBio e dos gestores da Flona, que, durante esta semana, estiveram a campo junto com a equipe do Projeto Charão.

 

O monitoramento de inverno das aves neste ano conta com a participação do biólogo Élinton Rezende, do Muzar/UPF, dos professores Jaime Martinez e Nêmora Prestes, do Instituto de Ciências Biológicas, e dos acadêmicos de Ciências Biológicas Karen Petry, Fernanda Maraschin, Murilo Ardenghi e Maurício Santini Xavier Jr. Os acadêmicos também são estagiários da RPPN UPF e buscam ampliar seu conhecimento sobre as aves e sua conservação, para aplicar nas atividades da reserva. “Estamos enfrentando o frio e a umidade, madrugando para começar os trabalhos na primeira hora de claridade do dia. Os estudantes estão tendo uma boa aprendizagem sobre as técnicas de trabalho com as aves, sobre as principais espécies de aves florestais, complementando sua formação acadêmica no período de férias das aulas”, comenta o professor Jaime Martinez.

Fotos: Divulgação/UPF