Saúde
Rinoplastia
17 julho 2019 | Saúde
Compartilhe:

O nariz é o cartão de visitas do nosso rosto, sendo localizado na região central da face e em uma altura de fácil visualização, e por isso costuma ganhar destaque quando conhecemos alguém. A moderna definição de Rinoplastia envolve a correção da parte funcional e estética do nariz em uma mesma cirurgia.

Do ponto de vista funcional, podemos ter a alteração das válvulas (pequenas molas que expandem o nariz), cornetos (a carne esponjosa que fica na parte interna) e do septo (cartilagem do nariz que pode ter desvios). A alteração individual ou combinada desses fatores pode alterar a parte da função respiratória.

Do ponto de vista estético, iniciamos pela avaliação de frente, onde observamos um osso nasal muito largo, um nariz tortuoso, narinas assimétricas ou uma ponta muito arredondada e com pouca definição. De baixo, pode-se avaliar se o nariz apresenta um formato triangular (desejável) ou quadrado (não desejável) ou se apresenta narinas muito largas. De lado (perfil) avaliamos se existe um aumento do dorso nasal (famosa giba), uma ponta caída ou uma ponta que, apesar de bem posicionada, abaixe em excesso quando sorrimos.

Em cirurgias mais complexas, podem ser utilizadas cartilagens de orelhas ou costelas e a capa do músculo da mastigação (fáscia do músculo temporal).

Por fim, o mais importante é que durante uma extensa consulta o médico possa ouvir as queixas e objetivos do paciente e após um completo exame físico observando todas as alterações acima descritas, possa definir um minucioso plano cirúrgico em comum acordo. Afinal de contas quem diagnostica é o médico, porém quem tem as queixas é o paciente, e sem essa união nem as mais avançadas técnicas corrigem os casos mais simples.

 

Dr. Lucas Dal Pozzo Sartori – Cirurgia Plástica

Atende em Ibirubá, junto a Clinn Centro de Saúde.

Agendamento de consultas pelo 3324-3702