Saúde
Sangramento Uterino Anormal: o que fazer?
5 maio 2018 | Saúde
Compartilhe:

A menstruação não precisa ser sempre no mesmo dia ou da mesma forma, mas se houver aumento na quantidade, no número de dias de menstruação ou se menstruar com maior frequência, você deve procurar seu médico para uma avaliação.

Nos dois primeiros anos após o início da menstruação, é comum a menina apresentar irregularidade da menstruação. Nos casos de sangramento aumentado, é importante descartar distúrbios da coagulação do sangue. E nos casos das que já iniciaram atividade sexual, é importante descartar gestação ou doenças sexualmente transmissíveis.

O sangramento aumentado pode causar problemas como anemia e alterações na qualidade de vida. Esses problemas indicam a necessidade de passar pela avaliação do seu médico e devem ser considerados na decisão do tratamento.

No momento em que ocorre um sangramento por muitos dias ou em muita quantidade, o tratamento pode ser iniciado apenas com o objetivo de parar de sangrar. Depois, se isso se repete, é sempre importante procurar atendimento para fazer o diagnóstico da causa, isto é, do motivo que está provocando o sangramento anormal.

Existem vários tratamentos possíveis, nas mais variadas formas, podendo ser comprimidos, sistemas intrauterinos, injeções, entre outros ou por meio de diferentes cirurgias. Após a investigação da causa, as opções mais adequadas de tratamento serão escolhidas, idealmente em conjunto com seu médico.

Quais são as causas de sangramento uterino anormal ou aumentado?

Existem várias causas que levam a menstruar mais em quantidade ou em frequência ou ainda por mais dias. Elas podem ser por alterações no útero, como no caso dos miomas, que são bem frequentes, ou por alterações nos hormônios, por uso de medicações ou ainda por influência de outras doenças. O seu médico poderá avaliar e definir qual a causa do sangramento, para depois escolher qual o melhor tratamento.

Mioma realmente é uma causa de sangramento?

Miomas uterinos são muito frequentes, porém a maior parte das mulheres com miomas não tem sintomas, e o diagnóstico é feito a partir de um exame ginecológico de rotina com seu médico ou de um exame de ultrassom. Os miomas são nódulos benignos que podem ter diferentes localizações no útero. Dependendo principalmente do local do mioma no útero, algumas mulheres têm sangramento e outras não.

 

Dra. Grazieli Sassi

Professora titular da Universidade de Passo Fundo

Título de especialista em Ginecologia e Obstetrícia –TEGO

Pós graduação em Ultrassom ginecológico e obstétrico – EURP

Pós graduação em Videohisteroscopia – FELUMA

Atendimento na Rua Flores da Cunha, 900, sala 05 – Ibirubá

Contato 3324-3704 ou 98424-3704