Saúde
Vacina da gripe: Ibirubá ainda não alcançou a sua meta
22 maio 2020 | Saúde
Compartilhe:

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe está entrando em sua reta final. Inicialmente, o Ministério da Saúde (MS) programou a conclusão em 05/06. Quem se enquadras nos grupos prioritários e não tomou a vacina, ainda dá tempo de se prevenir contra a gripe.

As vacinas estão à disposição nas Unidades de Saúde de Ibirubá para os grupos prioritários elencados pelo MS. Vide quadro abaixo.

Ibirubá ainda não atingiu as metas previstas para o município. Por isto, a Secretaria de Saúde enfatiza à população alvo para procurar as Unidades de Saúde para tomar a vacina.

“Os pequenos menores de um ano têm que fazer duas doses. Então, é importante fazer logo, antes que esfrie muito. É muito importante nesta época. A H1N1 é também uma doença grave. Tendo a vacina, a doença pode ser descartada”, alertou a medica pediatra da Secretaria de Saúde, Cristiane Pagliarini.

A Secretaria de Saúde lembra as pessoas interessadas para estarem munidas de Caderneta de Vacinação e Cartão SUS. Os profissionais dos grupos têm que levar um documento comprobatório da profissão. Para os pacientes crônicos, receita médica de uso contínuo ou encaminhamento médico.

Ibirubá está com as Unidades de Saúde abertas, no horário das 7h30min às 11h30min e das 13 às 17 horas, de segundas às sextas-feiras, e podem ser contatadas através dos telefones: PAM do Centro (3324-1430), Posto Progresso 3324-4887, ESF Jardim 3324-1137, ESF Hermany 3324-1019, ESF Floresta 3324-4763 e ESF Alfredo Brenner 3199-0474.

Público-alvo da Campanha de Vacinação Contra a Gripe 2020

* Indivíduos com 60 anos ou mais de idade

* Crianças na faixa etária de 6 meses até 5 anos (5a11m29d)

* Gestantes

* Puérperas (até 45 dias após o parto)

* Trabalhadores da Saúde

* Professores das escolas públicas e privadas

* Povos indígenas

* Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

* Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas

* População privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional

* Forças de segurança e salvamento

* Indivíduos de 55 a 59 anos (59 anos, 11 meses e 29 dias)

* Pessoas com deficiência