Esporte Tapera
A importância dos exercícios físicos no inverno
2 agosto 2021 | Esporte Tapera
Compartilhe:

Os exercícios físicos são fundamentais na promoção da qualidade de vida. São inúmeros os benefícios de se praticar algum tipo de atividade física para a saúde geral do indivíduo. Porém, esses benefícios só ocorrem a partir de uma prática regular. Por isso é importante que as pessoas se mantenham ativas o ano todo.

Durante o inverno, é comum que boa parte das pessoas deixem de lado as práticas corporais e os esportes, recolhendo-se em suas casas para se abrigarem do frio. As maiores taxas de desistência em academias, clubes e outros grupos de atividade física se dão nessa estação. No entanto, essa escolha trás consequências negativas para a saúde da população.

Segundo o princípio do treinamento da reversibilidade, quando a pessoa para de treinar, o corpo tende a retornar ao estado físico de quando essa pessoa era sedentária, fazendo com que os resultados obtidos no verão se percam no inverno. Sendo assim, nunca se consegue uma evolução satisfatória da condição física desse indivíduo e assim os benefícios à saúde são nulos ou insuficientes.

Por outro lado, pessoas que treinam o ano todo, usam o inverno como momento de superação, de vencer a preguiça e o conforto para evoluírem na melhora da estética corporal e da saúde. Manter-se ativo nas estações mais frias colabora para um ótimo estado físico e mental.

Os exercícios físicos melhoram a circulação e contribuem para uma boa saúde cardiovascular, também auxiliam no controle da pressão arterial, que muitas vezes se altera em virtude de temperaturas mais baixas. É comum ocorrer a piora das doenças respiratórias nos dias mais frios e os exercícios entram como auxiliares no tratamento promovendo uma maior capacidade pulmonar. Em geral, quase todos os órgãos do corpo são beneficiados com a prática de atividade física regular.

Os exercícios físicos também são fundamentais para auxiliar na redução de gordura corporal, desde que seja realizado na intensidade adequada e com regularidade, 3 a 5 vezes por semana, todos os meses do ano. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que sejam praticados pelo menos 150 minutos de exercício por semana. Sabe-se que o consumo alimentar tende a aumentar no inverno, sendo assim, torna-se ainda mais importante a prática de atividade física nessa estação, na prevenção e combate a obesidade.

A coluna, tão afetada no inverno, também se beneficia da prática de atividade física, uma vez que o fortalecimento dos músculos e o emagrecimento contribuem para a melhora da postura e para a diminuição da sobrecarga nos discos intervertebrais.

Existem algumas diferenças nos treinos realizados em dias frios comparados aos realizados em dias quentes. No inverno, é preciso que se faça um aquecimento um pouco mais longo, tendo em vista que os músculos precisam de sangue e oxigênio para funcionarem com eficiência. Fazendo um bom aquecimento e um leve alongamento, evita-se correr riscos desnecessários como traumas ou lesões musculoarticulares.

Outro cuidado a se tomar são as trocas de temperatura. É interessante que o praticante chegue ao local do treino bem agasalhado, logo após, treine com uma roupa leve e confortável, em seguida, vista novamente o agasalho para sair no frio. Assim, evita-se o choque térmico de sair com o corpo muito quente para um local muito frio.

Sempre é bom lembrar em tempos de Pandemia, que é importante manter uma boa imunidade do corpo, nesse sentido, os exercícios físicos também tem um papel essencial positivo, além de promoverem um equilíbrio hormonal, que melhora a saúde mental, tão afetada nesses dias difíceis.

Na cidade de Tapera, a Secretaria de Saúde disponibiliza para a comunidade atividades físicas no interior e na cidade em diversos locais, sempre pensando na saúde preventiva.

Para concluir, “é importante lembrar que o exercício físico não é receita de bolo, pessoas diferentes precisam de treinamentos diferentes. O ideal seria procurar um profissional de Educação Física para lhe orientar, mas caso não tenha condições, é interessante seguir a regra da escada, ou seja, começar com treinos leves e ir aumentando a intensidade na medida que o corpo responder bem, evitando exageros. Afinal, não é preciso ser atleta, mas sim cuidar do que temos de mais precioso, o nosso corpo e a nossa vida”, destaca o professor de Educação Física da SMS, Fabrício Santos.