Tapera
Avaliação das atividades da Secretaria da Educação
16 agosto 2021 | Tapera
Compartilhe:

O primeiro semestre de 2021 iniciou em fevereiro, com poucos dias de aula, pois foi preciso encerrar as atividades devido ao agravamento da pandemia. Mas, apesar da situação vivenciada, as aulas continuaram de forma remota

Para que a retomada da aprendizagem fosse mais eficaz, os educadores esforçaram-se para reverter os danos causados pela situação de emergência em saúde. Conforme a secretária municipal de Educação, Maria Regina B. Salvadori, quando os alunos retornam para as aulas, observam-se, mesmo assim, muitas defasagens em termos de aprendizagem. “Nós temos o compromisso e a obrigação de sanar as dúvidas e prestar demais auxílios, e para isso, a gente montou um plano emergencial metodológico na Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, comenta.

Outra alternativa também foi trabalhar com a repactuação de alguns alunos que estavam com defasagens muito grandes. Por exemplo, alunos que estavam no segundo ano e tinham muitas dificuldades ainda do início da alfabetização. “Esses alunos foram colocados no primeiro ano no período de dois meses e, nesse tempo, o professor trabalhou arduamente com esses alunos para que sanassem essas dificuldades”, explica. Após, os alunos retornaram para o segundo semestre em suas turmas originais.

A Secretaria de Educação tentou de todas as maneiras melhorar a questão pedagógica, bem como a estrutura física das escolas. Também foi feito investimento em todo o primeiro semestre, prosseguindo agora no segundo. “Estamos fazendo ampliações em locais necessários, melhorando pinturas e [fazendo] reformas para proporcionar mais segurança”. Conforme Regina, a previsão de término das reformas é ainda neste ano, “deixando as escolas mais bonitas e com melhor estrutura”, completa.

Também estão sendo adquiridos materiais pedagógicos e equipamentos. As salas de informática foram todas reestruturadas e organizadas com novos computadores. E, ainda, foram colocados hidrantes em todas as escolas, proporcionando maior segurança.

A novidade para o segundo semestre é a questão dos uniformes, em que a previsão de entrega para os alunos é até setembro.

 

Na última sexta-feira, dia 6, foi comemorado o Dia Nacional dos Profissionais da Educação

Secretaria de Educação lembra da data

A data foi criada em 2014 e tem como objetivo valorizar não só os professores, mas todos os que atuam na área da educação. A importância desses profissionais atinge não só o acesso ao conhecimento, mas também, o desenvolvimento social.

A secretária Regina frisa:

“A gente sabe que todas as profissões dependem de alguém para ser ensinado e que o conhecimento é algo que adquirimos ao longo do tempo e nas experiências que vivenciamos no dia a dia em nossa vida. Todos os educadores são fundamentais, são exemplos para as crianças e adolescentes, pois eles precisam ter conhecimento educacional para que possam atuar dentro de uma escola. A educação está em todos os lugares, não somente nas escolas. Queremos, nesta data, homenagear a todos os profissionais da educação, dizendo a eles o quanto é importante o [seu] trabalho na vida de todos. Eles são exemplo, são onde os alunos espelham-se”, ressalta ela, parabenizando-os.

Sobre a valorização profissional, pode-se observar que a educação é, sem dúvida, a principal ferramenta de uma mudança social, é um dos princípios para o pleno desenvolvimento. Não existe democracia e não existe ensino se nós não valorizarmos a educação. É preciso valorizar o trabalho diário, na comunidade, na sociedade, bem como financeiramente. É com a educação que se formam, cada vez mais, pessoas cidadãs, que saibam, depois de concluírem seus estudos, serem profissionais de sucesso na comunidade.

Devido à pandemia do novo coronavírus, a educação sofreu consequências. Foi preciso reinventar-se. Os profissionais da área e os alunos sentiram-se ‘angustiados’, pois os trabalhos não foram mais como de costume. A pandemia também exigiu muitos esforços para que fosse feito um trabalho eficaz.

A valorização dos profissionais de educação é fundamental. Os educadores sentem-se gratificados quando o trabalho é reconhecido pela família, comunidade escolar e pelo restante da  sociedade.