Como os pais devem lidar com o desenvolvimento infantil e o que é pertinente para cada fase
21 junho 2021 |
Compartilhe:

Conhecer o que é o desenvolvimento infantil e quais as suas principais etapas é um processo importante para os pais. É por meio dessa aprendizagem que você conseguirá identificar como está sendo o crescimento de seu pequeno. Conhecendo essas etapas, você aprimora suas competências para trabalhar os marcos de cada fase, ajudando seu filho a desenvolver a autonomia e as habilidades físicas, cognitivas, sociais e afetivas.

Raquel Pasinato Pastório, psicóloga da APAE, explica sobre os assuntos:

O desenvolvimento infantil é o processo que as crianças vivenciam desde o nascimento até o início da adolescência, que se estende até em torno dos 12 anos de idade. É nesse período que se desenvolvem as competências socioemocionais que garantem a autonomia e a autossuficiência, necessárias em todos os momentos da vida. O desenvolvimento envolve as quatro esferas que formam a história de qualquer pessoa: física, cognitiva, social e afetiva. É a partir dessas esferas que iremos orientar todas as nossas relações e, também, aprimorar as mais diversas habilidades para termos uma vida saudável.

  • Desenvolvimento Físico: engloba o aprimoramento das habilidades físicas. Primeiramente, engatinhar e ficar em pé, para depois, caminhar, correr e pular. Equilíbrio, consciência corporal e atividades motoras periféricas;
  • Desenvolvimento Cognitivo: aprimoramento das habilidades que permitem o processamento de informações. Raciocínios lógico e abstrato, o pensamento, memória, atenção, resolução de problemas e tomada de decisões. À medida que o cérebro se desenvolve com o crescimento de seu filho, os processos cognitivos são potencializados;
  • Desenvolvimento Social: está diretamente relacionado à linguagem e à interação com o outro. Está presente desde o nascimento e vai sendo aprimorado pelos toques materno e paterno. Músicas, conversas e leituras também fazem parte desse processo. Dessa maneira, a criança vai aprendendo seus limites corporais e as regras sociais de sua cultura para formar os vínculos com seus colegas, amigos e familiares;
  • Desenvolvimento Afetivo: ligado às emoções, é por meio do desenvolvimento afetivo que a criança irá aprimorar suas relações inter e intrapessoais, aperfeiçoando sua inteligência emocional através de um vínculo afetivo e um ambiente familiar saudável.

Conhecendo essas etapas é mais fácil de você compreender os “sentimentos e pensamentos” do seu filho, auxiliando-o nos momentos difíceis e fortalecendo o vínculo entre os adultos e a criança, estimulando um ambiente acolhedor o que irá responder em todas as esferas do desenvolvimento de seu filho. Dessa forma, ele conquistará diversas habilidades, como responsabilidade, respeito, empatia, autorregulação, autoconfiança e gestão das emoções. Habilidade, essas, que são úteis durante toda a vida.

Caso você perceba algum comportamento que lhe traga preocupação, logo procure um profissional para investigar a situação. Quanto mais cedo for feita a intervenção, menores serão os prejuízos.