Tapera
CTG Guido Mombelli comemora 43 anos
1 setembro 2021 | Tapera
Compartilhe:

Um jantar em comemoração aos 43 anos do CTG Guido Mombelli aconteceu no dia 7 de agosto. No cardápio, matambre, arroz, mandioca, farofa e maionese. Foram vendidas aproximadamente 120 fichas, no jantar que ocorreu em modalidade para somente retirada e entrega para residências que assim o optassem. “Foi um evento ótimo, as pessoas elogiaram bastante o cardápio diferenciado, atendimento, ambiente e organização”, comenta o patrão da entidade, Leodegar Tischer, que ressalta que o objetivo do jantar é angariar fundos para a mnutenção das atividades.

 

Um pouco da história do CTG Guido Mombelli

Inicialmente, a estrutura do CTG Guido Mombelli era taquara e de madeiras, e ao longo do tempo, as diferentes patronagens foram realizando adaptações, contruindo-o com alvenaria e ampliando o espaço. Um novo tablado de dança foi construído, um novo piso foi colocado e melhorias nos setores de copa e cozinha foram realizadas.

De acordo com Leodegar, existe a intenção de se retomar a cultura dos rodeios, que antigamente, segundo conta, eram grandes e com um público considerável. “Nós estamos tentando recuperar essa tradição, essa cultura dos rodeios com grandes participações. Hoje, o CTG Guido Mombelli está conseguindo aos poucos recuperar as tradições, fazendo com que as pessoas sejam mais participativas”, comenta.

Durante a trajetória da entidade, também aconteceram participações em alguns rodeios em nível internacional, com essas oportunidades, aos poucos, voltando. “Peru, Colômbia, Argentina e Bolívia são os países que, hoje, nós temos convite pra dançar em festivais. Então, eu acredito que isso pode agregar não apenas para a entidade, mas também, para as pessoas que [dela] participam, porque é uma experiência única de dançar fora do país e poder levar nossa cultura também”.

Atualmente, o CTG Guido Mombelli possui sete invernadas, sendo a dente de leite, a pré-mirim, a mirim, a juvenil, a adulta, a veterana e a xiru, além da invernada campeira e departamento de esportes. “Possivelmente até o final do ano nós vamos ter mais uma categoria”, completa ele.

“Nós sentimos que as pessoas estão valorizando a entidade e a cultura gaúcha, e esperamos que isso continue acontecendo, que essa parceria entre CTG e a comunidade venha a melhorar cada vez mais”, diz o patrão Leodegar. Segundo ele, seu maior objetivo dentro da entidade é formar crianças e adolescentes, pois são o futuro do tradicionalismo e da entidade em si.