Tapera
Desafio e emoção na volta às aulas presenciais
7 junho 2021 | Tapera
Compartilhe:

Voltar às aulas em meio à pandemia despertou dúvidas sobre os procedimentos a serem adotados para uma maior segurança em relação à saúde de todos os envolvidos na escola.

Como forma de acolher os alunos que retornaram ao ensino presencial e melhor entender a nova maneira de encarar esse desafio, os alunos do 5º ano da E.E.E.M Dionísio Lothário Chassot, sob orientação da profª Fabrícia M. Griebeler, leram textos informativos esclarecedores e, posteriormente, expressaram sua opinião sobre o sentimento de retornar ao convívio em sala de aula, através de redações.

Os textos das alunas Isabelli N. Silva e Rafaella Stadtlober foram selecionados para serem divulgados. Confira:

Retorno das aulas presenciais em meio à pandemia

“Todos nós estamos passando por momentos difíceis no mundo todo, por conta do Coronavírus. Muitas dificuldades financeiras, fome, frio e etc. Por meio disso tudo, todas as aulas presenciais tiveram que ser online; isso se tornou uma bagunça, era ruim para aprender, para tirar dúvidas e falar com a professora.

Às vezes a internet caía e perdíamos um bom tempo da aula e até a internet voltar era horrível.

Mas depois disso tudo, trocamos de bandeira e fomos para a vermelha permitindo o retorno das aulas presenciais. Receber essa notícia foi a melhor coisa que aconteceu.

Voltamos com as aulas dia 5 de maio de 2021, tudo que era ruim nas aulas online, voltou a ser bom. Foi melhor para tirar dúvidas, para ler o que a professora mostrava, vemos os colegas que não víamos há mais de 1 ano, ficou melhor também para aprender.

Para quem está em casa, saibam que não precisam ficar com medo, aqui na escola tomamos todo tipo de cuidado. Isso que está acontecendo é só uma fase difícil, cremos que logo logo isso vai passar”.

(Isabelli N. Silva, 5º ano).

 

As aulas presenciais voltaram

“Estamos passando por um momento difícil, por uma pandemia que nos priva de tudo, de sair, de brincar na praça e muito mais. As aulas eram todas online e eram duas horas de aula e nas dificuldades nem se fala, é difícil de aprender, entender as explicações. Às vezes, a internet caía e a câmera embaçava. Era uma confusão.

Aí depois de muito tempo a bandeira que estava preta foi para a vermelha e as aulas presenciais voltaram e todo mundo ficou feliz. Algumas coisas continuaram fechadas e outras reabriram. As aulas voltaram dia 5 de maio; no primeiro dia foi muito feliz por nos reencontrarmos mas sempre com todos os cuidados, todas as pessoas de máscara com distanciamento etc.

Agora dá pra entender melhor as explicações, é mais fácil de tirar dúvidas, agora não tem como a internet travar como a câmera embaçar. A vida social também mudou porque depois de 1 ano e alguns meses nós podemos nos reencontrar e para isso continuar assim é só continuar tomando todos os cuidados que precisa ter”.

(Rafaella S. Stadtlober, 5º ano.)