Ela venceu o câncer de mama
9 novembro 2021 |
Compartilhe:

Para encerrar o Outubro Rosa, nesta edição do Jornal da Integração, a entrevistada foi Cláudia Terezinha da Silva, que conta como venceu o câncer de mama.

Residente em Tapera há 31 anos, ela é professora aposentada e tem dois filhos, Thaís e Thiago. Em 2007, Cláudia realizou sua primeira mamografia, na qual foi detectado um tumor maligno avançado. Assim, iniciou o tratamento de quimio e radioterapia, que foi realizado entre maio e dezembro do mesmo ano. Dando sequência ao tratamento, tomou medicação oral por dez anos até ter alta em 2018. “Estou curada, mas continuo fazendo os exames de acompanhamento uma vez por ano”.

Na época, segundo a professora, “quando eu recebi a notícia, não foi fácil, e tinha meus filhos ainda pequenos, eu não podia deixá-los. Foi graças a eles que tive coragem para lutar contra o câncer, sempre com muita fé e oração, pois nessas horas, a gente tem que se agarrar naquilo que nos dá forças e acreditar que tudo vai dar certo, e graças a Deus, deu. Sou muito grata aos médicos e profissionais que me auxiliaram nessa trajetória”, complementa.

A Liga Feminina de Combate ao Câncer também foi muito importante durante o tratamento e recuperação da doença devido ao empenho e dedicação da entidade com Cláudia e sua família, bem como o apoio dos amigos, colegas e familiares.

“Cuidem-se, os exames são muito importantes para a prevenção e reversão a tempo da doença”, concluiu Cláudia.