Tapera
EMEF Francisca Cerutti avalia atividades
16 julho 2021 | Tapera
Compartilhe:

O início das aulas em 2021 trouxe a oportunidade de crianças e adolescentes voltarem a manter uma saudável rotina de horários e estudos. “É muito bom sentir no olhar da criança a alegria de estar em sala de aula junto aos seus colegas e professores e no convívio escolar”, comenta a diretora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisca Cerutti, Márcia Maldaner.

Os professores da instituição acreditam que a tarefa da escola consiste em reorganizar conteúdos de acordo com a nova realidade educacional, ter o foco na aprendizagem do que é mais importante, desenvolver as habilidades socioemocionais, rever e adaptar objetivos, avaliar e criar estratégias de recuperação da aprendizagem, disponibilizar meios tecnológicos, lúdicos, interativos e outros recursos de complementação da aprendizagem. Por isso, o professor é a peça-chave nesse processo no ambiente escolar.

No decorrer do semestre, a escola desenvolveu muitas atividades significativas e importantes. Realizaram-se reuniões de estudos e aprofundamentos pedagógicos com professores e assessoria Greta Consultoria, do programa União Faz a Vida.  Aconteceu, também, a primeira etapa de mobilização do projeto Geração Jovem PUFV. Esse foi o momento em que se despertou a curiosidade sobre o que é esse projeto e estimulou-se a vontade de fazer parte dessa equipe pelos estudantes.

“A educação é um dos pilares capazes de transformar e mudar o mundo. É por meio dela que podemos mudar e melhorar nossa cidade, estado, e até, país”, destaca a diretora. Atividades como essa e outras desenvolvidas na escola são importantes para a formação de um cidadão cada vez mais protagonista, que saiba trabalhar em equipe e buscar soluções para as diversas situações vivenciadas no dia a dia.

A EMEF Francisca Cerutti recebeu novos livros. Como diz Marianna Moreno, “a leitura abre nossos olhos, nossa mente e expande o nosso conhecimento. Uma boa leitura consegue nos divertir, confortar, desafiar e inspirar”. A escola agradece à Secretaria Municipal de Educação pela compra de livros para os alunos.

Entre as atividades, também observou-se a importância das atividades físicas com as crianças, depois de tanto tempo paradas em casa.

Os alunos construíram o sistema alfabético e exploraram a letra “R”, compreendendo a importância de evitar o desperdício de materiais, a poluição e a degradação do meio ambiente. Os alunos do 1º Ano, junto com professora Nadia Schreiner, confeccionaram com as famílias um robô com materiais recicláveis, tendo o lúdico como uma maneira diferente de aprender.

Quem disse que matemática só se aprende fazendo cálculos? O ensino matemático por meio de jogos estimula os alunos a exercitar o pensamento lógico. Os alunos do 6º Ano, com a professora Elisandra Arenhardt, descobriram que a matemática é muito divertida, através da brincadeira Trilha da Matemática, metodologia ativa da aprendizagem.

Com os projetos do PUFV, “Eu me alimento” e “As receitas misteriosas da tia Nastácia” a EMEF Francisca Cerutti, juntamente com as turminhas do Pré A e B da professora Bruna Pastório e 3°ano da professora Angelita Campos agradecem a nutricionista Jocielize Paula Klassmann pela tarde de aprendizagens e reflexões sobre alimentação saudável.

A escola acredita que está no caminho certo, em meio a todo esse processo de renovação no pós-pandemia. Busca-se uma educação que garanta o desenvolvimento dos alunos em todas as suas dimensões: intelectual, física, emocional, social e cultural.

“Educar exige dedicação, cuidado e empenho de quem ensina e de quem aprende. São esses os fatores que determinam a qualidade do que está sendo ensinado. Para a escola, atividades como estas e outras desenvolvidas são importantes para a formação de um cidadão cada vez mais protagonista, que saiba trabalhar em equipe e buscar soluções para as diversas situações vivenciadas no dia a dia”, conclui a diretora Márcia.