Geral
Estado tem aumento de internações clínicas por covid-19 em todas as macrorregiões
25 maio 2021 | Geral
Compartilhe:

Todas as sete macrorregiões do Rio Grande do Sul registraram, na última semana, aumento no número de internados por covid-19 em leitos clínicos. A piora mais expressiva ocorreu na macrorregião dos Vales, com um salto de 35,6%, seguida pela Missioneira, com agravamento de 31,6%.

As macrorregiões Sul, Norte e Serra aparecem na sequência com os piores indicadores semanais de internações clínicas por covid-19. Respectivamente, elas registraram aumentos de 27,3%, 25,8% e 15,4% em sete dias.

Ainda registrou piora de 8% em uma semana a macrorregião Centro-Oeste. Por fim, a macrorregião Metropolitana teve piora de 4,7% no indicador.

A curva estadual de internados por covid-19 em leitos clínicos mudou de direção no dia 9 de maio, deixando de cair e indicando aumento acentuado. Desde então, o Estado registrou um salto de 1,9 mil para 2,5 mil pessoas com confirmação da doença nesses leitos.

Os dados de internações em leitos clínicos são informados pelos próprios hospitais e disponibilizados pelo governo do Estado e em seus painéis e boletim diário. São considerados leitos clínicos os espaços de atendimento de baixa e média complexidade, além das internações de urgência e emergência.

As internações por covid-19 em leitos clínicos são consideradas um dos indicadores mais importantes por estudiosos para analisar o comportamento da pandemia, pois os hospitais costumam lançar com agilidade os dados de novas hospitalizações. O número de novos casos, ainda que aumentem antes das internações, por vezes demoram mais tempo para serem incluídos no sistema, dificultando a análise de cenário.

Em geral, o aumento nas internações em leitos clínicos é seguido de ampliação por demanda de UTIs (leitos de alta complexidade). A curva estadual de internações por covid-19 em UTIs parou de cair no dia 10 de maio e, desde então, apresenta leve alta.

* Gaúcha ZH.