Legislativo taperense tem nova presidente
22 setembro 2021 |
Compartilhe:

Na noite de segunda-feira, 13, aconteceu a tão esperada eleição no Legislativo taperense, cumprindo o que havia sido acordado pela bancada situacionista, com maioria na Casa.

Inicialmente, às 19h, iniciou-se a sessão ordinária, comandada pelo vereador indicado Aurélio Vicari (PTB). Com ele no plenário, estavam apenas os vereadores Alcides Maldaner (PDT) e Joel Alves dos Santos (PTB). A bancada situacionista não compareceu, não dando quórum para a realização das deliberações do dia.

Após abrir a assembleia, o vereador Vicari indicou o colega Alcides Maldaner para secretariá-la. Feita a chamada dos vereadores, como não havia quórum – cinco vereadores presentes – para dar início aos trabalhos, ele encerrou a assembleia 17 minutos após tê-la aberto.

Às 21h, aconteceu a sessão extraordinária para eleição da nova mesa. O presidente indicado Vicari novamente solicitou ao colega Alcides para fazer a chamada de todos os nove vereadores que nela estavam presentes.

Como nesta sessão extraordinária só aconteceria a eleição, foi dado início ao trabalho, tendo como resultado da eleição a seguinte nominata:

– Presidente: Solange Goettems (Progressistas)

– Vice-presidente: Altemir Krapper (MDB)

– 1º Secretário: Márcio Paulus (Progressistas)

– 2º Secretário: Luiz Carlos dos Santos (Progressistas)

Nos primeiros oito meses, Solange foi vice-presidente de sua colega vereadora, Vanize Rutzen. “Para mim, é motivo de alegria o fato de termos a Câmara de Vereadores presidida, neste ano, por duas mulheres, depois de termos ficado sem representatividade feminina por três legislaturas”, disse a presidente Solange.

Para ela, fazer parte da mesa diretora foi uma enorme experiência e oportunidade de aprendizado, “pois sempre que enfrento um desafio, entro com humildade para aprender e com disposição para contribuir”, completa Solange.

“Pretendo dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado, implementando algumas ações   importantes e necessárias, dentre as quais, a revisão do Regimento Interno, promover maior proximidade da Câmara de Vereadores com a comunidade, muito diálogo com o Executivo para a realização de ações que objetivem o bem–estar e a qualidade de vida da população taperense”, concluiu.