Médica destaca sobre a doença Diarreia Aguda
29 dezembro 2021 |
Compartilhe:

A Secretaria Estadual da Saúde do RS emitiu um alerta para surto da Doença Diarreia Aguda em diversos municípios do estado.

Desde então, a doença já chegou a vários locais da região, como Tapera.

Por isso, o Jornal da Integração conversou com Marília Sonda, médica na ESF Zona Rural Sul, de Tapera.  Conforme a Dra. Marília, “na atenção básica do município de Tapera tenho atendido dezenas de casos de doença diarreia aguda, fato que aumentou substancialmente o volume de atendimentos”.

A Doença Diarreia aguda caracteriza-se por no mínimo três episódios de diarreia em 24 horas (diminuição da consistência das fezes e aumento do número de evacuações). Esse quadro pode ser acompanhado de náusea, vômito, febre e dor abdominal. Em geral, é uma doença autolimitada e que pode durar até 14 dias.

Conforme Marília, para indicar o tratamento é imprescindível a avaliação clínica do paciente e do seu estado de hidratação. “A hidratação e a nutrição continuam a ser as intervenções com melhor impacto sobre a diarreia aguda. Além disso, alguns medicamentos sintomáticos podem ser preceitos sob supervisão médica”, completa.

A prevenção consiste em evitar comportamentos de risco que facilitam a contaminação, como ingestão de água sem tratamento adequado e consumo de alimentos sem conhecimento da procedência, do preparo e armazenamento. Ademais, hábitos de higiene pessoal como lavar as mãos são imprescindíveis na prevenção dessa doença.

“Para finalizar, saliento que caso o paciente apresente sintomas dessa síndrome deve procurar atendimento médico para que receba uma avaliação clínica e um plano de tratamento individualizado com vistas a evitar a desidratação e outras complicações”, concluiu.

 

Por: Tauana Pereira da Costa-Jornal da Integração/Tapera-RS