Preservando e restaurando o movimento mais lindo do ser humano: o sorriso
1 novembro 2021 |
Compartilhe:

O Dia do Dentista é comemorado anualmente em 25 de outubro. Por isso, o Jornal da Integração procura lembrar da importância desses profissionais.

Tammy Gadenz Schmitt formou-se em Odontologia no ano de 2005, pela Universidade de Passo Fundo. Desde então, trabalha em consultório particular no município de Espumoso com seu marido, que também é cirurgião dentista. Há 12 anos, é concursada na Prefeitura Municipal de Tapera, onde atuou nos primeiros cinco anos (de 2009 a 2014) na ESF Dona Borja, no Bairro Brasília.

Com a abertura de outra unidade de saúde na Vila Paz, Tammy foi transferida e hoje atua como cirurgiã-dentista e coordenadora da ESF Jacob Bonato. Logo no primeiro ano de formada, iniciou a Especialização em Odontopediatria, concluída no ano de 2008, “área que amo e atuo até hoje”, complementa.

No ano de 2013, surgiu a oportunidade da realização de outra especialização, em Saúde da Família. “ Esta me ajudou muito a entender e a aprimorar meu trabalho dentro do SUS”, comenta.

No ano passado, em meio ao início da pandemia, a dentista resolveu buscar mais conhecimentos e iniciou seus estudos na área na Ortodontia, esta com duração de três anos.

Sobre seu dia-a-dia como Dentista, Tammy conta que são oito horas de trabalho diário dentro do serviço público e, depois, mais algumas horas de consultório particular. “Rotina puxada, porém muito gratificante”.

“Minha escolha pela Odontologia foi meio por acaso. Estava naquela fase pós-Ensino Médio, super nova e com uma responsabilidade imensa: escolher a profissão para a vida. Sempre soube que gostava da área da saúde, mas estava muito indecisa. Foi então que meu marido, namorado na época, passou para Odontologia no vestibular da UNISC. Começou a trazer os instrumentais e materiais para casa nos fins de semana, e eu comecei a me interessar por aquilo tudo. Resolvi, então, fazer vestibular também para Odontologia. Passei e, até hoje, penso que foi uma ótima decisão! Amo o que eu faço, escolheria mil vezes ser dentista novamente.”

O que mais marca Tammy em sua caminhada é a busca constante por conhecimento e aprimoramento. “No ritmo em que as informações e tecnologias avançam, os estudos precisam ser constantes. Caso contrário, acabamos defasados e ultrapassados”. “Transformar sorrisos é mágico, encantador. E é isto que tento fazer, conciliando os papéis de dentista, estudante, mãe, esposa, dona de casa. É aquela famosa frase, que parece clichê, mas que levo comigo sempre: ‘escolha um trabalho que você ame, e não terá que trabalhar um único dia em sua vida’”, conclui.