Projeto Massa do Bem: Doar ao próximo é um ato de amor que faz bem ao coração
1 abril 2021 |
Compartilhe:

O projeto Massa do Bem, surgiu após Eliziane Silva (Lizi) realizar doações de pães para algumas famílias que mais necessitam. “Nessas doações percebemos que haviam muitas pessoas passando por dificuldades e começamos a pensar em como ajudar de alguma forma”, destacou.

O projeto iniciou no mês de março e ao todo já foram distribuídos mais de 300 pacotes de massa.  Faz parte do projeto Massas do Bem, Eliziane e seu filho Felipe, de apenas de cinco anos. “Meu filho me ajuda ativamente no projeto, desde a produção até a distribuição das massas.  Meu objetivo além de ajudar ao próximo é mostrar e ensinar a ele empatia e amor ao próximo. Plantar o bem para colher o bem”.

O trabalho é desenvolvido na confeitaria, Lizi & Felipe. As atividades particulares são organizadas pela manhã e durante a tarde acontece a produção de massa para doar. A tardinha, Lizi e seu filho Felipe vão até às famílias necessitadas e entregam os pacotes. “Usamos nosso carro próprio, arcamos com o custo do combustível. Vamos até as famílias que sabemos que precisam, e as famílias que solicitam de nossa ajuda. Não é difícil fazer a distribuição, pois basta sair e ir nas regiões mais humildes de nossa cidade e verás quantas pessoas estão precisando de ajuda”, disse.

Quando possível, suas amigas que residem em Espumoso vem para auxiliar nos trabalhos, sua amiga e comadre Vera também ajuda quando necessário, mas, conforme Lizi, quem ajuda diariamente é seu filho.

Mas, para que estas ações continuem, é preciso a colaboração da comunidade.  “Como não temos condições financeiras de arcar com todo custo de mercadoria sozinhos, tivemos a ideia de pedir às pessoas apenas doações de matéria prima (ovos, farinha e embalagem plástica).  Com as doações recebidas nós fabricamos a massa caseira, embalamos e realizamos a distribuição a quem precisa”, disse.

A produção das massas acontece diariamente, “pois graças a Deus estamos recebendo muitas doações de ovos e farinha. As pessoas abraçaram nossa ideia e estão colaborando conosco”, completou Lizi.

“Pretendemos continuar com o projeto com certeza mas para isso preciso de ajuda apenas com a matéria prima, pois sozinhos não temos condições de arcar com esse custo. Não aceitamos doações em dinheiro, apenas ovos, farinha e embalagens plásticas. Estamos recebendo doações de pessoas de Tapera e Espumoso. Então, distribuímos as massas que produzimos nesses dois municípios”.

Lizi concluiu com uma mensagem: “O projeto meu e de meu filho tem apenas um propósito ajudar ao próximo. Pode parecer pouco um pacote de massa, mas faz a diferença na vida de muitas famílias.  Há muitas pessoas precisando de ajuda. Faço um pedido a todas as pessoas, que nesse momento a situação não está fácil para ninguém.

Eu, meu filho Felipe e minhas irmãs, deixamos nosso humilde agradecimento a todos que de alguma forma colaboram conosco, para conseguirmos abençoar e ajudar as pessoas. Que Deus retribua grandemente a todos. E se você precisa de ajuda ou sabe de alguém que precisa nos procure. Deixo claro que nosso projeto não tem vínculo algum com instituições públicas ou privadas, muito menos com política. Nossa intenção é apenas ajudar”, concluiu.