Tapera
Projeto “Paz Sem Frestas” é desenvolvido pela COOEPAZ
20 junho 2021 | Tapera
Compartilhe:

Os associados da Cooperativa Escolar da Vila Paz – COOEPAZ, alunos da EMEF João Batista Mocelin, vivenciando um dos princípios do cooperativismo: interesse pela comunidade, estão desenvolvendo o projeto “Paz Sem Frestas”. O objetivo é de levar maior conforto e segurança às famílias em situação de vulnerabilidade, principalmente frente aos efeitos do inverno, além de proporcionar benefícios na área de sustentabilidade, utilizando de caixas de leite e suco reciclados. Uma das primícias do cooperativismo é desenvolver um olhar para a comunidade e foi desta forma que surgiu o projeto.  Os professores orientadores Denize Vogt e Joel do Nascimento e os associados da COOEPAZ,  trouxeram para discussão problemas que identificaram na comunidade da Vila Paz, a qual fazem parte. Dos problemas debatidos, falou-se da existência de moradias em condições precárias, visto que muitas residências possuem frestas e buracos em suas construções, problema agravado pelos efeitos do inverno, o que instigou a buscar uma solução para o problema. Pensando nisso lançou-se o projeto “Paz Sem Frestas” a fim de reduzir estes efeitos e proporcionar de forma econômica e sustentável um ambiente mais agradável e seguro às famílias da comunidade. Outros temas de maior ênfase no debate foi a falta de alimentos e o lixo na comunidade. Estas ações tem se desenvolvido dentro da nova metodologia de gameficação da cooperativa escolar sendo as primícias das realizações da primeira fase do jogo Cooperlândia. Paz Sem Frestas é idealizado e realizado pelos e associados da COOEPAZ, auxiliados pela comunidade escolar e Secretaria Municipal de Educação, contando com a colaboração dos pontos de coleta na comunidade taperense, sendo eles: Igreja Batista Nacional – The Lion Church, GPP Bicicletas, Academia Planeta
Energia com o apoio da Associação dos Gremistas de Tapera, Centro de Eventos e a própria EMEF João Batista Mocelin. O projeto cooperativas escolares é fomentado pelo Sicredi Integração Rotas das Terras em nossa região, colaborador neste e em todos os atos desenvolvidos pela Cooperativa Escolar. As ações do projeto foram inspiradas no projeto que se iniciou em Passo Fundo e tomou proporções nacionais, o “Brasil sem frestas”. Este projeto foi apresentado pelos professores orientadores e adaptado a realidade local pelos associados. Para tanto, foi realizado uma incursão a comunidade pela equipe diretiva a fim de verificar a real necessidade da aplicação do projeto, seguido por nova expedição, agora pelos estudantes, para informar e realizar o cadastramento das famílias a serem beneficiadas. Agora, o projeto entrou na fase de arrecadação do material, para posterior preparação e aplicação nas residências. Esta preparação inclui a abertura das caixas, higienização e união do material afim de formar placas para facilitar a fixação. Todo processo é acompanhado pelos professores orientadores o qual certificam que todo e qualquer movimento seja realizado em segurança para os estudantes cooperadores.
Ainda não há a possibilidade de definir uma data, um prazo para a aplicação do material nas residências, visto que a COOEPAZ depende da resposta da comunidade quanto a doação dos materiais. Os associados encontram-se de forma ordinária semanalmente e estão trabalhando neste projeto. Falando se em tempo, percebe-se a urgência em acelerar os processos devido ao frio que tem feito nos últimos dias.
O cadastramento de famílias ainda está sendo realizado, sendo difícil quantificar as caixas, mas é solicitado o esforço máximo da comunidade na contribuição devido à grande necessidade nas residências. Toda ajuda será bem-vinda!
Até o momento, 4 famílias deram retorno sobre o projeto, sendo estas às primeiras a receber a ação. Para classificar a ordem a qual às famílias serão atendidas, será realizada uma reunião com os associados para verificar os dados de cada ficha e priorizar aquelas em situações mais precárias.
Para a COOEPAZ, este tem sido um exercício de compaixão e cidadania, um tempo de aprendizagem não somente dos alunos, mas de todos da comunidade escolar. Um trabalho feito por muitas mãos e também muito coração. Atos onde o espírito cooperativo tem movido de forma visível em cada indivíduo envolvido no projeto.
O projeto Cooperativas Escolares tem fomentado que a mediação entre professor e aluno seja um processo que gere aprendizagem. O projeto Paz sem frestas tem sido o objeto de aprendizagem e tem desafiado professores da EMEF João Batista Mocelin a trabalhar de forma interdisciplinar relacionando conhecimentos aos desafios do cotidiano, como por exemplo quais materiais são utilizados na fabricação das caixas, qual sua durabilidade e resistência a chuva e ao calor? Para responder dúvidas como estas terão oficinas, que iniciarão na quarta-feira, dia 23 de junho, com as professoras Maria Regina Textor (professora de Ciências da Escola) e Fernanda Cornelius (supervisora escolar e professora de Biologia). Em pesquisa e conversa prévia com as professoras, já descobriu-se que as caixas são compostos basicamente por três substâncias papel, plástico e alumínio, sendo
dois destes materiais impermeáveis, resistentes a líquido. Outro conhecimento importante para a decisão sobre o uso das caixinhas de leite, foi a informação de que o material dura cerca de 100 anos.
A COOEPAZ deixa uma mensagem: “Acreditamos que a cooperação é a solução para diversos problemas que encontramos e sozinhos seriam impossíveis de serem resolvidos, por isso pedimos que mais uma vez venhamos a viver compaixão e empatia com um gesto simples, pequeno quem sabe ao nossos olhos e que se torna um grande diferencial para os que necessitam.
Como a fala simples de um de nossos sócios, “ajudar é sempre bom!” Contribua e nos ajude fazer com que as caixas de leite se tornem conforto e bem estar para as famílias de nossa comunidade. Desde já agradecemos a cooperação e colaboração de todos”.