Tapera
Proprietários do Orquidário San Sebastian falam sobre os cuidados com as orquídeas no inverno
12 julho 2021 | Tapera
Compartilhe:

Elas são coloridas, têm formas diferentes, uma beleza rara e delicada. As orquídeas são milenares, surgiram há mais de 4 mil anos no Oriente Médio. Os números impressionam: no mundo todo, há cerca de 50 mil espécies de orquídeas, 20 mil encontradas diretamente na natureza e outras 30 mil criadas em laboratório a partir do cruzamento de diferentes espécies. O Brasil é um dos países mais ricos nesse tipo de planta, onde há cerca de 3.500 espécies.

Foram esses detalhes que encantaram Júlio Cézar de Oliveira e Michelle Silva M. de Oliveira, proprietários do Orquidário San Sebastian, em Linha Teotônia, em Tapera. O orquidário é um dos maiores do Rio Grande do Sul e é um atrativo regional, considerado muito belo pela população local.

Mas plantar orquídeas e cuidar delas de forma correta exige paciência e cuidado. Júlio e Michelle, por isso, oferecem dicas especiais:

“Agora no inverno, a orquídea Cymbidium é a mais cultivada e é a que mais floresce nesta estação do ano. O cultivo básico exige alguns cuidados, como claridade, água uma ou duas vezes por semana, escolher sempre os dias mais quentes para molhar a planta e procurar deixá-la sempre no mesmo lugar.”

“Após a floração, é preciso encontrar um local próprio para a orquídea, seja fora de casa, em uma árvore, em uma sacada ou varanda. Ou seja, um local onde pegue somente a claridade do sol e não diretamente na planta, sem correr o risco de acumular geada na orquídea.”

“Após encontrar o espaço para sua orquídea, deve-se observar se vai precisar trocá-la de vaso, ou seja, se ocorrerá um momento em que não haverá mais espaço para ela crescer. Tendo espaço disponível, a planta pode ser mantida no mesmo recipiente. A melhor época para fazer isso é sempre na primavera, de setembro a dezembro. Além da primavera, o verão e o outono também são boas épocas para cultivar a planta, sem perigo de o frio atingi-la.”

Júlio e Michelle explicam, também, que outro cuidado é procurar o tamanho correto do recipiente. Segundo eles, não adianta colocar a orquídea num vaso muito grande, pois ela vai balançando no vasilhame e vai demorar muito tempo para enraizar. Assim, a orquídea gasta muita energia brotando raiz e demora para florescer.

Também foram repassadas dicas sobre o substrato para as orquídeas. Os melhores a serem usados para o cultivo são casca de pinus tratada, carvão e o esfagno.

“Esses três materiais duram muito tempo. Ele não apodrece, no mínimo tem de durar quatro anos. São materiais ótimos para plantações”, frisam.

Foi ressaltado, também, de que forma usá-los: “Primeira coisa: lave bem o substrato para tirar bem o pó, tanto do carvão como da casca, e o esgafno sempre tem de estar úmido. A mesma porção de casca de pinus ou de esfagno pode ser utilizada de carvão. Se você tem um local sombreado, mais úmido, use somente a casca de pinus e o carvão. Se tem o local mais seco, com mais claridade, misture uma porção de casca de pinus, uma porção de carvão e uma de esfagno. O sol do verão faz mal para a orquídea, e o sol do inverno não. O que se deve ter cuidado é com a geada.”

Coloque sua orquídea em uma prateleira, sobre um tijolo ou uma bancada. Nunca deixe sua orquídea dentro de um pratinho que possa acumular água. Segundo Júlio e Michelle, a orquídea “quer” bastante água, mas não ficar encharcada. Deixe a planta em um local sempre espaçado de, no mínimo, um palmo longe entre uma orquídea e outra. Nunca se deve deixá-las amontoadas.

Sobre a adubação, deve ser utilizada sempre a mesma quantidade, independentemente de quantas vezes for administrada para a planta, e deve ser usado adubo próprio para orquídea.

Ela se acostuma com a posição do sol. “Não mexa enquanto ela não tiver formada ainda. Depois que ela formar botões, você pode mexer ela, mudar de local”.

Dentro de casa, é aconselhável colocar as orquídeas sempre em local que não tenha ar-condicionado, lareira ou fogão a lenha, pois o ambiente fica muito quente e com pouca umidade.

Essas são as principais dicas de cuidados com orquídeas no inverno.

O orquidário San Sebastian fica à disposição para o público que queira conhecer uma estufa de orquídeas e saber mais sobre o cultivo. O atendimento é de segunda a domingo, das 8 horas da manhã às 19 horas da noite.