Especial Dia do Trabalhador
Respeito e reconhecimento aos trabalhadores do campo
30 abril 2021 | Especial Dia do Trabalhador
Compartilhe:

Enei e Beatriz Konrad são casados há 37 anos e possuem três filhas. A propriedade rural do casal está estabelecida em Linha São Rafael, Tapera.

Sua principal atividade é a agropecuária, em que é produzido trigo, soja, cevada, milho, aveia e produtos de subsistência. Conforme os agricultores, “primamos sempre pela conservação ambiental, das inovações tecnológicas, para obter maiores resultados na nossa atividade.” Enei e Beatriz contam com o apoio técnico de cooperativas, cerealistas e, principalmente, da EMATER de Tapera.

A união matrimonial do casal realizou-se no dia 2 de fevereiro de 1984. A primeira morada foi em uma casa alugada. Mais tarde, foi adquirida uma área de terras sem benfeitorias onde, em 1987, começaram a construção da casa própria, onde residem atualmente.

Conforme Enei e Beatriz, “a trajetória na agricultura é um desafio e, ao mesmo tempo, um orgulho em participar da classe agrícola, que produz alimentos para fomentar as pessoas mundialmente.”. No início das atividades, o casal também trabalhava com tambos de leite, com 30 vacas em ordenha, em um rebanho de 70 cabeças. A mão de obra era toda familiar.

Com o passar dos anos, as filhas concluíram os estudos e seguiram sua profissão, e a atividade leiteira, ficou em segundo plano. “Atualmente, trabalhamos na agricultura toda mecanizada com alta tecnologia, não deixando de produzir os alimentos consumidos na propriedade. O incentivo é familiar, que vem desde os nossos pais e avós: é algo que está no sangue”, disseram.

“Todo começo é difícil quando se inicia do zero, mas com muita fé, dedicação, trabalho, trabalho, trabalho… E jamais desistir. O nosso trabalho é nobre, produzir alimentos nos fortalece para dar continuidade, cada vez mais fortes, à atividade. A cada ser humano que tem a possibilidade de fazer sua primeira refeição, tomando seu café da manhã com pão, lembre-se de que alguém da agricultura produziu o trigo”, concluem Enei e Beatriz.