Tapera
SEMASC e CMI promovem Semana Municipal da Não Violência Contra a Pessoa Idosa
14 junho 2021 | Tapera
Compartilhe:

O Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa é celebrado em 15 de junho. A data foi declarada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa.

Desde 2006, o dia é reafirmado com realização de campanhas por todo o mundo, promovendo debates e ações de prevenção contra os diversos tipos de agressões sofridas por essa população. No Brasil, a Constituição e o Estatuto do Idoso asseguram os seus direitos. Segundo a lei, é dever de todas (os) garantir a integridade física e psicológica da pessoa de idade avançada. “Nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, crueldade ou opressão, e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido”, diz um trecho do Estatuto.

O Conselho Municipal do Idoso de Tapera (CMI) e a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania têm desenvolvido ações ao longo dos anos. Dentre as iniciativas, campanhas, projetos, encontros que visam fortalecer os direitos da pessoa idosa, valorizar as experiências, promover a melhoria da qualidade de vida e alertar para as diversas formas de violência.

Neste ano, devido à pandemia, as atividades estão sendo realizadas de forma remota através de contatos, cards informativos nos grupos de trabalho, divulgação em sites, rádios e jornais, além de atendimentos presenciais quando necessário. Assim, foram organizadas algumas ações para serem realizadas durante a Semana Municipal da Não Violência Contra a Pessoa Idosa, de 15 a 18 de junho. Diariamente, serão divulgados cards informativos alertando a população para as formas de violência que são praticadas contra essa população, além de assuntos ligados aos seus direitos.

No dia 15 de junho, acontecerá a Roda de Conversa Sobre a Não Violência Contra a Pessoa Idosa, das 08h 30min às 10h, na Rádio Cultura AM 1380 – Tapera.  A roda de conversa contará com a participação da Excelentíssima Promotora de Justiça Marisaura Inês Raber Fior, da assistente social, mestre em Serviço Social e especialista em Gerontologia Social, Márcia Kurz, da psicóloga do CRAS/PAIF, Dirce Staudt Mocelin, e da presidente do Conselho Municipal do Idoso e extensionista rural da EMATER, Catieli Klein. O principal objetivo é alertar a sociedade da existência da violência contra a pessoa idosa, promovendo o debate e levando ao fortalecimento das mais diversas formas para a prevenção da violência.

“Como representante da sociedade civil e presidente do CMI, gostaria de lembrar que envelhecer faz parte do processo natural e que precisamos ter empatia. Afinal, o que não quero para minha vida, não devo fazer aos outros. É importante que profissionais, familiares, cuidadoras (es) e vizinhas (os) fiquem atentos a qualquer sinal de violência já que, ainda que constantes, as agressões podem não deixar marcas visíveis. Para qualquer situação suspeita de violência, disque 100. E, caso não seja possível, procure a Promotoria Pública, o Conselho do Idoso ou, ainda, a Secretaria de Assistência Social. É preciso a mobilização da sociedade em prol da não violência contra a pessoa idosa.   Sabe-se que o trabalho em conjunto com diversas instituições e entidades é muito importante nesse processo. A soma de esforços ligados a um objetivo em comum promove o fortalecimento de ações e que resultam em melhorias significativas à sociedade, principalmente aos idosos de nosso município. Agradeço a todos que estão envolvidos nesse propósito”, diz a presidente do Conselho Municipal do Idoso, Catieli Klein.