Tapera
Dia Nacional do Bombeiro: Salvar e proteger!
2 julho 2021 | Tapera
Compartilhe:

No dia 02/07, foi comemorado o Dia Nacional do Bombeiro. A escolha desta data é uma homenagem à criação do Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, inaugurado em 2 de julho de 1856, no Rio de Janeiro, e sob o comando do major João Batista de Morais Antas. Oficialmente, o dia do bombeiro brasileiro foi instituído através do decreto-lei nº 35.309, de 2 de abril de 1954. A partir desta mesma lei, também foi definido a realização anual da Semana de Prevenção Contra Incêndios.

Para o Corpo de Bombeiros Comunitário de Tapera, comemorar esta data é muito especial, pois é lembrado de todos os trabalhos feitos, não somente no município, mas de todos os bombeiros que trabalham pelo mundo afora.

O Corpo de Bombeiros também lembra dos atendimentos, auxiliando a comunidade. Segundo eles, “às vezes as pessoas não têm conhecimento de todo o trabalho que é feito, pensam que os bombeiros só atendem ocorrências de incêndio”.

O trabalho interno é muito grande, que é o de prevenção de incêndios, ou seja, as fiscalizações dos PPCIs (Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios).

O Corpo de Bombeiros Comunitário de Tapera iniciou seus trabalhos no município no ano de 2003 e o primeiro caminhão, foi adquirido em 2004. A partir daí, iniciou a estruturação, passando a ter efetivo militar e melhorá-lo cada vez mais. O efetivo previsto é de 12 soldados, porém, atualmente o Corpo de Bombeiros conta com apenas seis. Assim, o trabalho acaba sendo redobrado.

Para os bombeiros, esta profissão é uma missão, onde o trabalho é realizado com muito afinco e dedicação. Além do serviço prestado para a comunidade e região, há também a área de prevenção de acidentes.

Nesta data em que comemora-se o Dia do Bombeiro, são muitas lembranças, fatos marcantes, pessoas salvas e atendimentos que vem na memória. Há também situações que marcam emocionalmente, como atendimentos em enchentes, acidentes de trânsito, entre outros.

Conforme os Bombeiros, é tudo uma questão de ter calma, treinamento, saber como agir em cada situação, avaliação, e o principal, é ter a sabedoria divina pra tomar a decisão certa e agir corretamente. A grande maioria dos trabalhos é sob pressão, seja da ocorrência ou outros atendimentos. E dentro destas situações, o que mais gratifica para os bombeiros é poder ajudar alguém, seja qual for a circunstância.

Para o Corpo de Bombeiros, os principais desafios são: melhora dos materiais e equipamentos, por exemplo roupas de proteção, para trabalhar cada vez mais com melhores condições de proteger o próximo e a si mesmo.

“Há pessoas que retornam aqui no quartel para fazer algum agradecimento e reconhecem nosso trabalho. Para nós esse é o melhor pagamento”, frisa o Corpo de Bombeiros de Tapera.

No decorrer da trajetória dos bombeiros, houve muito crescimento e desenvolvimento de projetos também. O objetivo, é melhorar e crescer cada vez mais. Foram muitas melhoras, atendimentos, projetos e vários bombeiros, onde alguns não estão mais em Tapera e foram transferidos para outras Unidades. “Não é o trabalho somente de uma pessoa, e sim, um trabalho conjunto”.

Os bombeiros estão disponíveis para orientações e desenvolver trabalhos da melhor maneira possível, independentemente da situação.

A pandemia, ocasionou mudanças e reavaliações, seja das atitudes ou demais comportamentos. Por exemplo, todo o quartel de bombeiros costumava tomar chimarrão, reunir-se, conversar… Pois, apesar da pressão do dia a dia, faz bem “jogar conversa fora”. Mas atualmente, devido à pandemia, isso mudou. E também o desfile alusivo ao Dia do Bombeiro e demais comemorações, não puderam ocorrer.

O corpo de Bombeiros passou de “Misto de Tapera” para Corpo de Bombeiros Comunitário. A troca ocorreu devido à colaboração e apoio da Prefeitura Municipal de Tapera.  Hoje Tapera arca com todas as despesas, incluindo atendimentos em outros municípios. “Por isso, a importância dos outros municípios que fazem parte da nossa área de ação, terem essa consciência de renovar convênios e participar ativamente”.

O Corpo de Bombeiros conclui com uma mensagem:

“Quão corajoso alguém precisa ser para decidir que será um bombeiro? Uma profissão regada de amor e cuidado com o próximo, mas ao mesmo tempo tão perigosa para quem a pratica… Afinal, nunca se sabe por que apuros precisaremos passar para que consigamos resgatar alguém! Nada mais justo do que exalar gratidão a quem arrisca sua própria vida para salvar a de seu semelhante. Nós bombeiros possuimos um coração de ouro e, independentemente dos artifícios que usamos, há uma chama que não podemos apagar: a chama do orgulho e gratidão que sentimos por ser anjos protetores e salvar vidas.

Agradecemos a todos que nos apoiam, estamos sempre disponíveis para atender da melhor maneira possível a comunidade, independentemente do tipo de ocorrência”.