“Qual a minha missão?” “O que vim fazer neste planeta?” “Quem sou eu?”
28 junho 2021 |
Compartilhe:

Todos nós, em algum momento da vida, nos fazemos estas perguntas.

Queremos um sentido para nossa vida.

Só que, dependendo da situação em que estamos, tendemos a procurar essas respostas fora, no externo.

Seguimos modelos e conselhos alheios, nos apoiamos em pessoas que representam uma instituição, filosofia ou comunidade, enfim, acreditamos e incorporamos aquilo que o outro nos conta, até sobre nós mesmos.

Fazemos tudo isso quando, na verdade, quem realmente pode responder todas as nossas perguntas somos nós, porque a nossa alma sabe de tudo. E você pode me perguntar: “mas como Andresa?”

E eu te respondo: – Silenciando o ego, se observando e permitindo se ouvir. A nossa essência sabe o verdadeiro caminho.

Mas veja bem, isso não quer dizer que não podemos procurar ajuda terapêutica. Sim, podemos e devemos. O que não é saudável é depender para sempre de uma ajuda, delegar a responsabilidade da própria vida a outra pessoa ou idealizar salvadores de alma!

Então, que eu sempre digo é que devemos nos desenvolver para que sejamos terapeutas da própria vida, buscando conhecimento, autoconhecimento e a espiritualidade.

E a sugestão que deixo hoje é: quando precisar resolver algum problema ou encontrar uma resposta na sua vida, primeiramente faça um alpha, se conecte com você, peça ajuda dos seus mentores, pense na questão e sinta no seu corpo a resposta.

Há respostas que você vai sentir um desconforto e uma que você vai suspirar e sentir uma leveza. Assim você descobre a resposta certa para você.

 

*Foto meramente ilustrativa