Saúde
 Transtorno de Pânico
10 maio 2017 | Saúde
Compartilhe:

Transtorno de Pânico se refere a ataques de pânico inesperados recorrentes. Um ataque de pânico é um surto abrupto de medo ou desconforto intenso que alcança um pico em minutos e durante o qual ocorrer quatro ou mais de uma lista de 13 sintomas físicos e cognitivos.

Além da preocupação acerca os ataques e suas consequências, muitos indivíduos com o transtorno relatam sentimentos constantes ou intermitentes de ansiedade que são mais amplamente relacionados a preocupações com a saúde em geral e com a saúde mental.

Os critérios diagnósticos são: palpitações, coração acelerado, taquicardia; sudorese; tremores ou abalos; sensações de falta de ar ou sufocamento; sensações de asfixia; dor ou desconforto torácico; náusea ou desconforto abdominal; sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio; calafrios ou ondas de calor; parestesias (anestesia ou sensações de formigamento); desrealização (sensações de irrealidade) ou despersonalização (sensação de estar distante de si mesmo); medo de perder o controle ou “enlouquecer”; medo de morrer.

O Transtorno de Pânico geralmente inicia por volta dos 20 anos. Um pequeno número de casos começa na infância, e o início após os 45 anos é incomum, mas pode ocorrer.

Há alguns fatores de risco que devem ser levados em consideração, como afetividade negativa e sensibilidade à ansiedade. Relatos de experiências infantis de abuso sexual e físico são os mais comuns no transtorno de pânico do que em outros transtornos de ansiedade.

Os ataques de pânico estão relacionados a uma taxa mais elevada de tentativas de suicídio e ideação suicida, mesmo quando as comorbidades e uma história de abuso infantil são levados em conta.

(foto: Psicóloga Grazieli Sattler)