Opinião
A nova mulher de 40 anos – Por Raquel Balin Corrêa
5 julho 2021 | Opinião
Compartilhe:

O número assusta, mas chegar aos 40 anos de idade é um marco na vida para todas as mulheres. No entanto, nem todas encaram essa fase muito bem, mas confesso que, para mim, chegar aos 30 foi pior – até tatuagem fiz… Talvez por finalmente ter notado que o tempo voa e que deixei para trás muitos sonhos da juventude, sonhos que não mais poderia realizar. Então, resiliente, olhei para a frente e os 40 e uns chegaram, e muito rápido. Com eles, novos projetos, novos sonhos para conquistar. Essa é a beleza da vida.

As mulheres de 40 de hoje em sua grande maioria conseguiram sua independência financeira e, principalmente, emocional. Somos objetivas e formadoras de opinião. Muitas estão casadas, com filhos, e outras não. Mas aí é que está o ponto: hoje, a mulher tem escolha!

A principal diferença dos 30 para os 40 é que a mulher de hoje não está mais preocupada com o que os outros pensam, ou pelo menos, não deveria estar. A gente sabe que tem muito ainda para conquistar, mas isso não nos assusta, ao contrário, nos desafia!

Dizem que “os 40 anos de hoje são os novos 30 para as mulheres”, adoro essa frase. O certo é que a mulher começou a se cuidar mais em todos os sentidos. Aprendemos a olhar mais para dentro de nós mesmas e a nos perguntarmos: é isso o que queremos realmente? Há, e se não for, a gente chuta o balde, recomeça, se reinventa, pode ter certeza!

Um brinde à mulher moderna, à mulher que se ama, se conhece e se respeita, e que, sim, sabe que ser feliz depende somente de si mesma e de suas escolhas. “Bora” escolher ser feliz!

Raquel Balin Corrêa, Jornalista, 44 anos