Agricultura
Apicultura em foco no projeto de Extensão do IFRS Campus Ibirubá
2 junho 2017 | Agricultura
Compartilhe:

Além das palestras semestrais, que auxiliam os produtores a conhecerem melhor a apicultura e preservarem as abelhas, são promovidas rodas de conversas para compartilhar conhecimento

As abelhas são parte fundamental do ecossistema e, com manejo e responsabilidade, podem se tornar fonte de renda. Este foi o tema abordado através do projeto de extensão do IFRS Ibirubá “Fortalecimento da Apicultura no Município de Ibirubá e Região”, coordenado pela professora Renata Porto Alegre Garcia. Desde 2014, ela busca trabalhar com os apicultores em busca de um manejo mais sustentável e produtivo.

Como parte das ações do projeto, foi realizada uma palestra na quinta-feira (25), junto ao auditório do IFRS. O palestrante, Aldo Machado dos Santos, é apicultor há mais de 35 anos e também presidente da Cooapampa e Federação Apícola do Rio Grande do Sul.

Aldo abordou o manejo para obter-se uma alta produtividade, compartilhando experiências bem-sucedidas na área. Ressaltou a importância da capacitação, advertindo que o apicultor não deve ser apenas extrativista, mas tratar as colmeias com cuidado.

Apicultores de vários municípios da região, alunos e servidores do IFRS participaram intensamente do debate, propondo temas e questionando o palestrante sobre a produtividade e manejo. Houve entrevistas com os apicultores para identificar demandas e realizar um planejamento para o projeto.

Ao final do evento, o palestrante foi presenteado com uma muda de moringa, fruto de outro projeto desenvolvido no Campus Ibirubá sob coordenação da professora Raquel Alberti, o qual visa a preservação de plantas medicinais.

A coordenadora do projeto, Professora Renata, explicou que as atividades do projeto são em parceria com a Emater de Ibirubá, STR, Sindicato Rural e Prefeitura. Ela destacou que, quando o projeto iniciou, em meados de 2014, contava com um grupo de cerca de 20 apicultores, número que dobrou. “Nosso objetivo é tornar o LAPIS (Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão em Apicultura) uma referência para a região, ensinando técnicas racionais para a criação de abelhas”. Sem dúvida, o projeto superou todas as expectativas.

No próximo dia 27 acontecerá uma nova roda de conversa sobre apicultura. O IFRS convida aquelas pessoas que se interessam sobre o tema a participar

Aldo Machado dos Santos é presidente da federação gaúcha