Ibirubá
Caminhão danifica rede elétrica e foge. Bairro Floresta ficou horas sem energia
25 setembro 2017 | Ibirubá
Compartilhe:

 

Na tarde de quinta-feira, dia 21, a cidade de Ibirubá verificou oscilação na energia elétrica, e houve interrupção em diversos locais, inclusive em parte da área central.

O motivo foi um acidente. Por volta das 15h, um caminhão enroscou na rede ao lado da Ponte do Pulador, no Bairro Floresta. Os cabos foram arrebentados e o poste praticamente arrancado, ficando pendurado. No momento, duas mulheres grávidas passavam pelo local. Os cabos caíram sobre o carro de uma delas, causando um enorme susto.

A mulher relatou à Reportagem do VR que, felizmente, acabou levando apenas um choque leve. Ela engatou a marcha ré e saiu do local. A jovem relatou uma cena assustadora, com muitas descargas elétricas.

 

O carro ficou bastante danificado. A mulher foi levada imediatamente até o Hospital Annes Dias – sua gestação está no 7º mês, mas ela e o bebê passam bem. A outra mulher grávida que estava no local não foi atingida.

O motorista fugiu do local, sem prestar socorro. Após o fato, a área foi totalmente isolada, tanto para o trânsito de veículos como para transeuntes.

A Brigada Militar coletou as imagens das câmeras próximas e haverá investigação.

Todo o Bairro Floresta e parte do Bairro Unida ficaram sem energia durante mais de 8 horas. Uma empresa terceirizada da RGE, vinda de Ijuí, efetuou os reparos. A energia foi restabelecida pouco após as 23h.

Gaiola de Faraday: a Física explica

Ao contrário do alardeado no senso comum, não são os pneus do carro que isolam a energia em casos como esse. Uma superfície condutora energizada tem campo elétrico nulo em seu interior, já que as cargas se distribuem de forma homogênea na parte mais externa da superfície condutora (Lei de Gauss). Outro exemplo é o Gerador de Van de Graaff. O experimento é conhecido como Gaiola de Faraday, que leva o nome do seu executor, Michael Faraday.

Cabos arrebentaram e o poste ficou pendido. Área foi isolada. Comunidade ficou mais de 8 horas sem energia