Agricultura
Casal desafia capacidade de diversificar em 4,5 hectares
29 julho 2017 | Agricultura
Compartilhe:

 

Em visita a propriedade de Edio e Ilse Paulata, em São Rafael/Tapera, admira as várias atividades econômicas desenvolvidas em uma propriedade de 4,5 hectares, dos quais são cultivados apenas três.

Na chegada já se avista a casa nova, construída há três anos, perto da antiga, que conta a história da família. Edio, 77 anos, e Ilse, 68, comemoraram 53 anos de casamento mês passado, sempre vividos ali, onde foram gerados e criados seus sete filhos. “Nunca iria morar na cidade”, confessa Edio.

E nesse tempo a coisa foi se expandindo. O que imaginar, o casal planta: feijão, batata inglesa, mandioca, vagem, milho, pepino, cenoura, batata doce, abóbora, morango, cereja, melão de duas espécies, melancia, repolho, cebola, alho e pêssego, além de  criar galinhas caipiras, tudo para subsistência e para comercializar também. Tudo livre de agrotóxicos.

“Se é para passar veneno, eu não planto”, diz Seu Edio. Ele usa apenas defensivos naturais, as chamadas caldas, preparadas por ele mesmo.

Os filhos foram tocando a vida, mas voltam todos os finais de semana para ajudar os pais, aproveitar o lugar, e a fartura, é claro.

Os próprios Paulata vão à cidade comercializar seus produtos. Atendem encomendas e vão oferecendo. Por onde passam, tem clientela certa.

Em 2016 foram comercializadas aproximadamente duas toneladas de produtos. Por mês, são de 80 a 100 quilos só de mandioca descascada. Seu Edio diz que hoje é mais fácil cultivar, “mas antigamente era mais divertido”.

Este, sem dúvida, é um excelente exemplo da ligação do homem com a terra, de que é possível viver trabalhando a terra sem ter de sofrer as imposições do mercado, mantendo corpo e mente sãos.

Em tempo: encomendas pelo fone (54) 99937-5828.

Casa nova trouxe mais conforto e tranquilidade

Foto em destaque: Dona Ilse e Edio Paulata com a extensionista Catiele Klein