Quinze de Novembro
Centenário da Escola Marechal Deodoro da Fonseca
5 março 2018 | Quinze de Novembro
Compartilhe:

Fundada no dia 1º de março de 1918, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Marechal Deodoro da Fonseca, da Localidade de Picada Café, comemorou 100 anos nesta quinta-feira, 1º, com uma singela solenidade no saguão da Prefeitura. Foram lembradas as pessoas que fizeram parte desta história.

Estiveram presentes o prefeito Gustavo Stolte, vice Paulo Prante e a responsável pelo Departamento de Educação e Desporto, Michele Prante Peukert, além da coordenadora da escola, professora Jaqueline Camera de Mello Dorfey, a auxiliar de ensino Janice Kaiserkamp, alunos e familiares.

As festividades do Centenário continuam. Dia 19 ocorre uma sessão solene na Câmara Municipal; em maio, dia 18, a “Galinhada da Família”, no pavilhão da Comunidade de Picada Café, e em setembro a tradicional Festa da Escola, com diversas atividades e homenagens.

A EMEF Marechal Deodoro da Fonseca atende 15 alunos da pré-escola ao 4º ano do ensino fundamental na modalidade de classe multisseriada, coordenada pela professora Jaqueline. O CPM da escola tem como presidente Leocir Guntzel e vice-presidente Fábio Thiesen. A merendeira é paga pelo CPM mensalmente, através da contribuição dos pais e dos eventos realizados durante o ano.

A Administração Municipal lembrou a importância de “uma comunidade que se doa para manter uma escola no interior. Somos gratos a todos os pais pelo grande trabalho que desenvolvem juntamente com as professoras”.

Prefeito Gustavo (D), alunos, professores e familiares

 

Histórico

Em 1º/03/1918 foi fundada uma escola particular para educar os filhos das primeiras famílias de migrantes vindos da Colônia Velha, que fixaram suas residências na localidade. Inicialmente a designação da entidade era “Escola Particular de Linha Roessler”, e acredita-se que em meados de 1920 passou a ser chamada de “Escola Particular Linha 5ª”, conforme o nome da localidade, tendo como primeiro professor Albino Roessler, assim permanecendo por muitos anos.

Em 11/07/1960, conforme registro em ata, o presidente da Sociedade Escolar Marechal Deodoro da Fonseca constatou que a mudança do nome não havia sido registrada, sendo assim, e passando pela aprovação dos treze sócios presentes, o educandário foi designado “Escola Particular Marechal Deodoro da Fonseca”.

Em 21/12/1977, o prefeito de Ibirubá, Neri Zeilmann, criou e denominou as escolas municipais, oficializando a Escola Municipal Marechal Deodoro da Fonseca. No ano seguinte, o Conselho Estadual de Educação autorizou a designação para Escola Municipal de 1° Grau Incompleto Marechal Deodoro da Fonseca. Também no ano de 1977 foi fundado o Círculo de Pais e Mestres da Escola (CPM), sendo eleito como primeiro presidente Lothario Spiering, tendo como professores Waldemiro Augusto Ruppenthal e Leonida Fagundes.

Entre os anos 1930 e 1960, mais 17 professores prestaram serviços para atender um corpo discente de 60 alunos. A escola exerce suas atividades ininterruptas até os dias atuais, com exceção do ano de 1946, quando esteve desativada por falta de professor.

Em 4/01/1999, pela portaria nº 1.282/98 foi denominada Escola Municipal de Ensino Fundamental Marechal Deodoro da Fonseca, pelo então prefeito de Quinze de Novembro, Elemar Sand. E assim permanece até hoje, homenageando o primeiro presidente do Brasil.

Foto em destaque: Coordenadora Jaqueline, auxiliar de ensino Janice e alunos