Começam obras de recuperação da VRS 824
28 outubro 2017 |
Compartilhe:

Vereadores solicitam melhorias ao secretário dos Transportes

O mau estado de conservação da VRS 824, especialmente entre Ibirubá e Quinze de Novembro, se agravou durante o inverno e vem chamando a atenção. Os usuários estão sob perigo constante e iminente no trecho, que é estreio, mal sinalizado e cheio de buracos, cortando várias coxilhas entre as duas cidades. Tornou-se comum ver carros avariados – não existe acostamento.

Com a chegada do verão, o tráfego praticamente triplica com o afluxo à Capital do Turismo Regional. Levando tudo isso em conta, os vereadores Henrique Hentges (PT), Vagner Oliveira (PRB) e Dileta Pavão das Chagas (PP) protocolaram requerimento pedindo reparos, entregue em mãos quinta-feira (25) ao Secretário Estadual dos Transportes, Pedro Westphalen, em Porto Alegre.

De acordo com Henrique, o recapeamento se faz necessário em caráter urgente: “ O recapeamento da VRS-824, bem como uma operação tapa-buracos, são de grande importância, pois várias pessoas se deslocam para ir ao serviço e para buscar o lazer com a família. Com o início do verão, os turistas e moradores vão a campings e isso aumenta consideravelmente o fluxo de carros. Além dos buracos, ali não tem acostamento e isso pode ocasionar acidentes. Por isso, esta obra é muito importante para o turismo da região”, destacou.

Também foi solicitada sinalização adequada, com a colocação de tachões e placa perto do acesso do Instituto Federal do RS Campus Ibirubá, Asfuca, CIA, Clube Papa Léguas e bloco OZB.

Uma equipe do Daer de Cruz Alta iniciou a operação tapa-buracos ontem e o trabalho será estendido depois ao trecho entre Quinze de Novembro e Fortaleza dos Valos. O secretário Westphalen destacou que a sinalização terá melhorias nos próximos dias.

ERS 223

Como presidente da Ascamaja, Vagner Oliveira salientou na audiência com o secretário estadual a importância da construção de um trevo de acesso ao entreposto 18 da Cotrijal, em São José da Glória/Victor Graeff (km 200 da ERS 223). Westphalen disse que verificará a viabilidade para a obra. Já quanto ao recapeamento da rodovia estadual, ainda não há previsão.

FOTO: Vagner Oliveira, Pedro Westphalen e Henrique Hentges