Comunidade regional prestigia Cinquentenário do STR de Selbach
18 agosto 2017 |
Compartilhe:

O Sindicato começou com três lutadores na defesa dos interesses da classe, que formaram a primeira diretoria, sem remuneração: o presidente Claudio Paulino Jaeger, o tesoureiro Afonso Birck e o secretário Ilvo Aluisio Barth

Um grande evento marcou o cinquentenário do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Selbach terça-feira, 15 de agosto. Em torno de 500 pessoas foram ao Salão Paroquial prestigiar a instituição, que acompanha os trabalhadores rurais desde 1967. Também foi registrada a presença de autoridades e lideranças, para marcar a data.

A solenidade abriu com uma missa. Após a formação da mesa de honra, iniciaram os pronunciamentos. O presidente do Sicredi Integração Rota das Terras, Sergio Tonello, abriu as falas em nome das entidades parceiras. Em seguida pronunciou-se o coordenador da Regional Sindical Alto Jacuí, Celso Pecinini, que destacou a fundação da entidade sindical, na época da ditadura, quando os direitos dos cidadão tinham que ser defendidos e conquistados, relacionando aos contexto atual, “quando vivemos a corrupção e esses direitos devem ser mantidos”.

O presidente do legislativo selbachense, vereador Bonemar Bender, antecedeu o presidente da Emater, Clair Kuhn, o assessor dos deputados Elton Weber (estadual) e Heitor Schuch (federal), Airton Hochscheid. O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), Carlos Joel da Silva, também lembrou as conquistas dos agricultores neste período.

 Marlene Weber Klassmann

A presidente do STR de Selbach, Marlene Klassmann foi a última a se pronunciar. Deu ênfase à participação da mulher no movimento sindical e aproximou-se do público. “Posso descer, me identifico demais com esse povo ali, eu preciso ficar perto deles para falar”, disse.

“Dificuldades tivemos, uma vez que sindicatos não têm muito dinheiro, depende do associado e alguma doação”. Disse que é dever do associado permanecer junto da instituição, mesmo que se aposente, e também dos sócios fundadores e presidentes do STR. “Se eles foram à luta pelo sindicato, é porque as mulheres ficaram em casa, fizeram comida cuidaram dos filhos e foram para roça”.

Marlene também lançou a revista dos 50 anos, com toda a história da entidade. A ex-presidente Inque Schneider, ex-presidente, ajudou Marlene a escrever a publicação. “Olhando essa juventude, precisamos fortalecer nosso sindicato, fruto daquelas horas dedicadas por aqueles fundadores há 50 anos”.

Em seguida foi feita a homenagem aos ex-presidentes: Claudio Paulino Jaeger, Ivo Aloísio Barth, Elio João Urnau, Darci Pedro Hartmann, Dionísio João Feldkercher, Nelson Atílio Schneider, Ademir José Dierings, José Gilberto Seibel e Inque Schneider.

A Organização das Mulheres Agricultoras entregou flores à presidente e após foi serviço o almoço. A programação teve ainda bolo de aniversário, bingo e até baile para encerrar.

Painel homenageou os ex-presidentes