Corsan enfrenta dificuldades no abastecimento em Ibirubá
27 janeiro 2018 |
Compartilhe:

Produção de 80m³/h do poço foi dobrada

Os moradores da parte alta de Ibirubá, principalmente os bairros Pôr do Sol e Jardim, sofreram com a falta d’água entre os dias 15 e 21 devido a um problema com o poço de maior produção. As causas ainda são desconhecidas.

Conforme informou a gerente da Corsan, Lia Denise Timann, o poço de 90 metros de profundidade foi perfurado em 1981 e funciona 24 horas, o que resultou em desgaste. Ela supõe que ocorreu um desmoronamento ou deslocamento de rochas.

Uma equipe foi ao local tentar solucionar o problema: descer o grupo motor bomba até o fundo do poço para captar água. Foram realizadas duas tentativas sem sucesso. A Corsan teve de contratar emergencialmente uma empresa para reperfurar o poço. Os trabalhos iniciaram na sexta-feira e foram concluídos domingo.

A gerente Lia analisou que após o ocorrido, é necessário inserir um novo sistema de abastecimento.

Na tarde de ontem, 26, um geólogo da Corsan esteve em Ibirubá para estudar áreas para implantar novos poços. Houve uma reunião com a administração municipal, resultando no acerto de importantes investimentos.

O município possui um sistema com três poços de captação de água que a conduzem até a Estação de Bombeamento I. De lá, a água é distribuída para a Estação de Bombeamento II (Rua Rio Branco) e esta fornece para a cidade.

Lia lembrou ainda que há um projeto com estudo de área para a construção de um novo reservatório de água, que deve sair do papel em 2018.

  Gerente da Corsan, Lia Denise Tiemann