Comunidade Geral
CURTAS DA REGIÃO
17 abril 2020 | Comunidade Geral
Compartilhe:

Banrisul prorrogará operações de crédito consignado do funcionalismo estadual

O Banrisul, em solidariedade ao momento difícil que a sociedade está enfrentando por conta da Covid-19, decidiu possibilitar a prorrogação de três parcelas dos contratos de crédito consignado de funcionários públicos da administração direta do Estado (ativos e inativos). O banco ainda está definindo a melhor forma de sistematizar a operacionalização e divulgará amplamente a data a partir da qual estará disponível essa solução, bem como os canais de solicitação para os servidores interessados.

MPT destina R$ 4,6 milhões para combate e prevenção ao coronavírus no RS

O Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS) reverteu, desde o dia 21 de maço, R$ 4.608.686,78 para ações de prevenção ao coronavírus, beneficiando, hospitais e instituições de saúde em vários municípios do Estado. O dinheiro das reversões é fruto de indenizações por danos morais coletivos ou multas trabalhistas. Desde o início da pandemia, o MPT-RS recebeu 527 denúncias de irregularidades trabalhistas relativas à Covid-19, sendo que em 59 foram instaurados inquéritos civis.

Prorrogado prazo para vacinação contra febre aftosa no RS

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seadpr), prorrogou a data final da campanha de vacinação contra febre aftosa para 24 de abril. A expectativa da Secretaria é imunizar 12,6 milhões de animais, entre bovinos e bubalinos de todas as idades. Com as normas de restrições aplicados no estado e para evitar aglomerações nas inspetorias locais, a comprovação de vacinação pode ser feita por e-mail. Outra opção é o envio do comprovante pelo aplicativo WhatsApp. Nesse caso, o número de contato da inspetoria é o mesmo do telefone fixo. O prazo final de apresentação de notas fiscais de compra de vacinas foi prorrogado para 30 de abril.

Emendas parlamentares no valor de R$ 10 milhões da Consulta Popular serão destinadas para a saúde no RS

Um acordo entre as bancadas da Assembleia Legislativa do Estado redirecionou R$ 10 milhões da Consulta Popular em emendas parlamentares para a área da saúde. Cada parlamentar tem R$ 1 milhão para indicar à pasta de sua escolha, mas com a pandemia da Covid-19, concordaram em encaminhar o repasse para a compra de equipamentos a hospitais gaúchos que foram eleitos pela população na Consulta em 2018/2019. A verba seria destinada inicialmente para projetos de 2018/2019 da Consulta Popular nas áreas de Agricultura (Feaper) e Obras. A Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE), que é a responsável pela Consulta, colaborou para redirecionamento do valor, que beneficiará 20 áreas de Coordenadorias Regionais de Saúde.

Eleitor tem menos de um mês para regularizar título

Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm até 6 de maio para regularizar a situação. Após o prazo, quem estiver com pendências no documento não poderá votar nas eleições municipais de outubro. Além de ficar impedido de votar, o cidadão que tem o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições. O prazo também deve ser observado pelos jovens de 16 anos que vão votar pela primeira vez e querem solicitar o documento.

RGE faz ação intensiva de podas nas Árvore

A RGE dá continuidade as ações de manejo previstas no plano de poda anual, em Ibirubá. A ação iniciou no começo da semana e deve se estender durante a próxima semana, com planejamento para manter o equilíbrio entre a vegetação e a rede elétrica, garantindo também a segurança da população. O manejo se faz importante por que com o tempo, a árvore pode ficar entrelaçada na fiação e existe o risco de incêndio, além de choque elétrico.

Recolhimento de galhos e entulhos é suspenso em Ibirubá

O serviço de recolhimento de galhos e entulhos, promovido pela Prefeitura de Ibirubá, em parceria com a Secretaria de Obras e Viação foi suspenso temporariamente. A ação visava recolher os galhos e entulhos depositados nas ruas por moradores para combater a proliferação de doenças. A medida foi tomada após os decretos governamentais em que restringe atividades e coloca medidas de proteção no combate ao novo coronavírus. Desta forma, a medida afastou servidores da Prefeitura Municipal, por serem classificados como grupo de risco.