Ambiente
Descuido com o lixo pode gerar penalidades
21 maio 2017 | Ambiente
Compartilhe:

 

Tapera – Mais uma vez a Secretaria de Obras do Município registra a dificuldade de conscientizar a população sobre a destinação do lixo. O secretário Claudio Schultz lembrou que há lei específica prevendo penalidades para a prática de poluição ambiental, e que buscará amparo legal junto a Promotoria de Justiça nos casos mais resistentes.

Schultz e equipe trabalham efetivamente na orientação, limpeza e colocação de placas em terrenos baldios, mas isso nem sempre funciona. Quando é encontrado material depositado irregularmente, este é separado pelos servidores da Secretaria e acondicionado em sacos para o recolhimento.

“Estamos tirando funcionários de outros serviços para separar o lixo das pessoas, isso não pode continuar”, ressaltou o ex-vereador. A equipe já encontrou placas que foram arrancadas para camuflar lixo, embaixo. As lixeiras coletivas também viraram problema, pela forma que são utilizadas. O lixo é depositado muito tempo antes da coleta e acaba se espalhando pelas calçadas.