Ibirubá
Elói Ferraz de Andrade recebe título de Cidadão Ibirubense
Em sessão solene realizada na segunda-feira, dia 22, uma homenagem ao ex-vereador Elói Ferraz de Andrade, o Eloizinho, foi realizada. Ele recebeu o título de Cidadão Ibirubense.
29 novembro 2021 | Ibirubá
Compartilhe:

A homenagem ocorreu conforme a Lei Municipal nº 2.969/2021, de autoria de Dileta Pavão das Chagas.

Eloizinho ocupou o cargo de vereador por dois mandatos, iniciando sua vida política em 1996, quando ficou suplente. Antes de ser vereador, Elói trabalhou na Companhia Riograndense de Telecomunicação (CRT). Foi sócio-proprietário da CIAEL – Revenda de Produtos Agrícolas – Moinho CIAEL, IBI Indústrias Ibirubenses, Transportes PAVI e Escritório Despachante Loizinho.

“Iniciei minha trajetória de trabalhos comunitários, de caráter social, na comunidade do Bairro Jardim, à época com um trabalho de empréstimos de cadeiras de rodas às pessoas portadoras de câncer. Lá, também consegui colocar à disposição da comunidade um aparelho de medir pressão e um nebulizador para as crianças.” Elói também foi presidente e membro da diretoria da AMOVIDIM.

Em seu discurso, o ex-vereador também se lembrou de quando trabalhou no Governo Kanitz/Waldir, no cargo de secretário da Fazenda. “Foi uma gestão divisora de águas. Existe duas Ibirubás: uma antes do Kanitz e do Waldir, e uma após. Houve um grande crescimento e fortalecimento do setor metal-mecânico.”

Na Assembleia Legislativa, foi assessor do Deputado Giovani Cherini. Dentre alguns dos trabalhos desenvolvidos, Elói trabalhou auxiliando as pessoas do interior no encaminhamento aos tratamentos de saúde. “Abri mão de morar em cobertura, custeada pelo Pompeo de Mattos, para morar nas pousadas idealizadas pelo Cherini, convivendo diretamente com os hóspedes, auxiliando-os dia e noite, neste período em que, posso dizer, ajudei a salvar muitas vidas.”

 

Vereador em 2008 e 2012

– Intermediação junto à Casa Civil e à Assembleia Legislativa, especialmente na pessoa de Adroaldo Loureiro, visando a obtenção da permuta de área entre o estado e a Usina do Rincão do Avaí a favor da Coprel. Legalizada em dois meses de negociação, inclusive com a escritura da permuta;

– Ação beneficente em prol do Lar do Idoso. “Organizei a vinda do futebolista Tarcísio Flecha Negra e outros atletas para uma partida de futebol, em que a arrecadação foi destinada ao Lar [do Idoso];

“Uma das minhas bandeiras sempre foi a luta pela sobrevivência do nosso hospital; a defesa da permanência do pronto atendimento aberto; busca de recursos ao hospital; fiz parte da comitiva que foi a Brasília pleiteando sobre a filantropia”.

– Autor de uma emenda que auxiliou a população menos favorecida, especialmente no loteamento Hermany 2, em que todos os recursos arrecadados nos lotes dos terrenos seriam destinados ao Fundo Municipal de Habitação, com destinação exclusiva de investimentos em novas áreas para loteamentos urbanos.

“É uma honra e uma emoção muito grande ter recebido esse título, até porque eu sempre defendi que as pessoas devem ser homenageadas em vida, e não quando morrem. Receber essa homenagem na casa de vereadores onde também já legislei e homenageei inúmeras pessoas. Estou emocionado em ver a presença dos meus amigos e da família que lá estiveram junto comigo. Fico muito honrado pela vereadora Dileta ter se lembrado de me prestar essa homenagem junto à Câmara Municipal. O meu ‘muito obrigado’.”

Para finalizar seu discurso, Elói falou de alguns projetos por ele apresentados e que ficaram pendentes, como um Curso de Enfermagem na Escola Edmundo Roewer, a área do DAER (permuta com o município), a implantação do Projeto Turismo Rural em Ibirubá, dentre outros. “Não tive êxito também na aprovação do loteamento, nas áreas onde estão os terrenos da COHAAI, da qual sou sócio-fundador, e também não consegui aprovar um projeto que regularizaria a construção de cisternas para captação da água da chuva, um dos nossos recursos mais preciosos”, finalizou ele.

 

 

Experiência Politica
Das quatro vezes em que concorreu a uma vaga no legislativo ibirubense, Elói elegeu-se em duas, e nas outras, foi suplente. Em uma delas, foi presidente da Câmara Municipal e presidente da ASCAMAJA. Também foi secretário da Fazenda de Ibirubá e presidente da Associação dos Secretários da Fazenda do Alto Jacuí. Foi diretor da Divisão de Apoio aos Municípios (DAM) Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Trabalhou como assessor parlamentar do deputado Giovani Cherini na Assembleia Legislativa do RS e, também, concorreu apor duas vezes a vice-prefeito.