Economia
Energia: bandeira tarifária deve ter cobrança recorde em outubro
29 setembro 2017 | Economia
Compartilhe:

Se confirmado, será a primeira vez que o segundo nível da bandeira vermelha – o que tem a cobrança mais alta – será acionado no país desde que o sistema de bandeiras foi criado, em 2015

A conta de luz vai pesar mais no bolso do consumidor a partir do mês de outubro, com aplicação da bandeira tarifária vermelha patamar 2, a mais alta. A expectativa é de comercializadoras de energia consultadas pela Bloomberg. As informações são do jornal O Globo.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai fazer o anúncio oficial sobre a bandeira tarifária de outubro no fim da tarde desta sexta-feira (29). Se confirmada, será a primeira vez que o segundo nível da bandeira vermelha – o que tem a cobrança mais alta – será acionado no país desde que o sistema de bandeiras foi criado, em 2015. A medida acarretará uma cobrança extra de R$ 3,50 para cada 100 quilowatt-hora (kwh) consumidos.

 

No Patamar 1, a bandeira vermelha traz uma cobrança extra de R$ 3. Já a bandeira amarela, que vigorou no mês de setembro, tem cobrança extra de R$ 2 pelos mesmos 100 kwh.

Entre os motivos para este aumento em outubro, apontados por especialistas ouvidos pelo jornal O Globo, estão os baixos níveis dos reservatórios de água do país. Por conta disso, as termoelétricas precisam ser ligadas para compensar a falta de água nos reservatórios das hidrelétricas.

 

Gaúcha ZH Economia

Foto Marcello Casal Jr.,ABR / Agência Brasil