Expansão habilitará IFRS a atender 1.200 alunos
10 junho 2017 |
Compartilhe:

Instituto Federal Campus Ibirubá busca apoio do município

 

Consequência da crise política que o país vive – em última análise –, o corte de investimentos do governo federal atingiu também o Instituto Federal do RS Campus Ibirubá. Além de outros problemas, a situação inviabiliza diversas atividades e prejudica o planejamento na instituição. Em busca de apoio da administração municipal, a direção do IFRS Campus Ibirubá recebeu na última terça-feira (6) a visita de uma comitiva.

Com o prefeito Abel Grave, acompanhado do chefe de gabinete Ricardo Doninelli e do secretário de Obras Vanderlei de Souza, foram debatidos parcerias e temas sobre a consolidação do Campus. O coordenador de Desenvolvimento Institucional, Ronaldo Serpa da Rosa, apresentou alguns dados do Campus.

Com área total de 101 hectares, o Campus Ibirubá demanda investimentos para a sua manutenção. “Hoje, são atendidos mais de 850 alunos, e, com a projeção de expansão, o número de estudantes deve ultrapassar os 1200 nos diversos cursos técnicos e superiores, pois os bacharelados em Agronomia, Engenharia Mecânica e Ciência da Computação ainda não estão a pleno, havendo ingresso de novas turmas antes da formatura dos primeiros alunos”, disse o Professor Ronaldo.

Além destes três cursos superiores, a instituição também oferta o curso de Licenciatura em Matemática, técnicos integrados em Agropecuária, Informática e Mecânica, técnicos subsequentes em Eletrotécnica e Mecânica e pós-graduação na área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

Demandas

A diretora de administração e planejamento, Cristiane Brauner, explicou que, mesmo com o crescimento do número de alunos, o orçamento da instituição tem diminuído, dificultando a manutenção do campus e inviabilizando investimentos em infraestrutura e em equipamentos.

Outra demanda apresentada pela instituição é a necessidade de cadastro no SIM (Serviço de Inspeção Municipal), que será formalizada nos próximos dias. A partir daí, será possível industrializar e comercializar os produtos de origem animal produzidos no Campus, o que trará benefícios de aprendizado e para o próprio consumo, como o iogurte da merenda escolar.

Há ainda a questão do acesso ao Campus. Foram discutidas alternativas para melhorar a segurança, acesso e o espaço de estacionamento.

Visita às instalações

Visita ao prédio dos novos laboratórios: obra está parada desde abril. Prefeito Abel esteve com a direção na terça-feira

Ao final da reunião, a diretora-geral do Campus Ibirubá, Migacir Trindade Duarte Flôres, convidou o prefeito e seus assessores para conhecer a obra do prédio dos laboratórios de Mecânica e Eletrotécnica, paralisada desde abril por falta de recursos orçamentários. A Professora Migacir ressaltou a importância do apoio político para buscar recursos e concluir a obra, que proporcionará um espaço amplo e moderno e, consequentemente, mais qualidade aos cursos.

O grupo também esteve na área agrícola, onde conhecer as instalações e as demandas do Campus. O prefeito e o secretário Vanderlei colocaram-se à disposição para fazer as melhorias e fortalecer a parceria entre Município, Campus e comunidade regional.

O Prefeito Abel reconheceu a importância da Instituição, elogiando a qualidade da estrutura, do corpo docente e do ensino, o que beneficia não só Ibirubá, mas toda a região.